Bolsas de NY sobem após dados sobre moradias

Às 10h39, o índice Dow Jones subia 0,27%, o Nasdaq avançava 0,26% e o S&P-500 registrava alta de 0,22%

Danielle Chaves, da Agência Estado ,

19 de abril de 2011 | 10h46

As Bolsas de Nova York abriram o dia em alta, após a divulgação de dados animadores sobre o setor imobiliário do país. Balanços fortes do Goldman Sachs e da Johnson & Johnson também contribuem para o otimismo entre os investidores. Às 10h39 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,27%, o Nasdaq avançava 0,26% e o S&P-500 registrava alta de 0,22%.

As construções de casas e apartamentos aumentaram 7,2% em março, para a média anual sazonalmente ajustada de 549 mil, em comparação com o número revisado de 512 mil em fevereiro, informou mais cedo o Departamento do Comércio. As permissões para novas construções subiram 11,2% em março, para a taxa anual de 594 mil.

Entre as companhias cotadas em bolsa, o Goldman Sachs anunciou lucro e receita no primeiro trimestre deste ano acima das estimativas. A gigante Johnson & Johnson também teve resultados trimestrais fortes e aumentou sua previsão de ganhos em 2011. A Texas Instruments, por outro lado, teve um lucro líquido de US$ 666 milhões no primeiro trimestre deste ano (US$ 0,55 por ação), abaixo do previsto pelos analistas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaDow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.