Bolsas de NY sobem com revisão do PIB e tecnologia

A revisão do Produto (PIB) norte-americano do primeiro trimestre tranqüilizou as preocupações com inflação dos investidores em Wall Street. Às 12h47 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,65% e o Nasdaq avançava 0,81%. O mercado acionário era sustentado também por operação de fusão entre instituições financeiras nos EUA e por aliança comercial no setor de tecnologia, a qual ajuda a sustentar o Nasdaq. O Dow Jones recebe contribuição adicional das blue chips (ações de primeira linha) Wal-Mart e General Motors (GM), que tiveram recomendação elevada. No mesmo horário acima, as ações da Wal-Mart subiam 2,64% e as da GM avançavam 6,45% Especialistas consideraram favorável a revisão do PIB do primeiro trimestre, que apontou expansão maior do que o originalmente previsto para o período, porém levemente inferior aos cálculos dos economistas, sugerindo perspectiva de menor pressão inflacionária. Mas, sobretudo, agradaram os números sobre a inflação contidos no PIB, mantidos próximo ou nos níveis da projeção anterior de elevação dos preços. O aumento do índice de preços para os gastos pessoais com consumo (PCE) foi mantido em 2% no primeiro trimestre, conforme a primeira estimativa do PIB, abaixo, portanto, da alta de 2,9% do quarto trimestre. O núcleo do PCE (excluindo alimentos e energia) subiu 2%, como na primeira leitura, abaixo da elevação de 2,4% do quarto trimestre. O índice de preços para as compras domésticas brutas, que avalia os preços pagos pelos residentes nos EUA, subiu 2,8% em relação à estimativa inicial de alta de 2,7%, mas abaixo da alta de 3,7% do quarto trimestre. O índice deflator do PIB - chain-weighted - subiu 3,3%, confirmando a estimativa anterior, e ficando abaixo da alta de 3,5% do quarto trimestre. No noticiário corporativo, as atenções voltaram-se ao anúncio ontem à noite do Regions Financial de acordo de fusão de US$ 10 bilhões com sua concorrente AmSouth Bancorp. No setor de tecnologia, a Yahoo e a eBay anunciaram aliança estratégica para competir com o Google. A notícia sustentava o setor de tecnologia. As ações da Yahoo ganharam mais de 3% e as da eBay, mais de 8%. Os papéis da Google cederam. A Mastercard estreou no mercado e suas ações subiram até 15% em relação ao preço da oferta pública a US$ 39,00. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.