Bolsas de NY terminam com forte valorização

O mercado norte-americano de ações fechou em alta forte, reagindo a indicadores econômicos, à baixa dos preços do petróleo e a informes de resultados de empresas. O crescimento do PIB dos EUA no segundo trimestre ficou abaixo das previsões, alimentando as apostas de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) não elevará as taxas de juro em agosto; ao mesmo tempo, o índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan superou as expectativas. "Parece que Cachinhos Dourados voltou à cidade. Tivemos um PIB um pouco abaixo do que se previa, dando espaço para uma pausa do Fed. Também tivemos um indicador de confiança melhor do que se esperava. Juntos, esses dados sugerem que as coisas estão bem, do ponto de vista dos investidores", comentou o vice-presidente de vendas da corretora Collins Stewart, Michael Panzer. As ações da General Motors subiram 0,75%, acumulando um ganho de 12% na semana. Entre as ações que subiram também estavam algumas das que mais haviam caído recentemente, como Intel (+4,1%), NVidia (+10%) e Advanced Micro Devices (+5,8%). As ações do setor financeiro também subiram, devido à expectativa de uma pausa no ciclo de apertos monetários do Fed (Citigroup +2,2%, Lehman Brothers +5%). As ações da Wal-Mart, que anunciou a venda de suas unidades na Alemanha, subiram 2,1%. No setor de mineração, as ações da Phelps Dodge subiram 4,4% e as da Inco avançaram 3,4%, depois de a Inco dizer que abandonou sua tentativa de aquisição da Falconbridge, mas que ainda tem esperança de uma fusão com a Phelps Dodge. Entre as ações de empresas que divulgaram resultados, os destaques foram Chevron (-2,5%), Massey Energy (-14%), Celestica (+21%) e Becton Dickinson (+4,7%). O índice Dow Jones fechou em alta de 119,27 pontos (1,07%), em 11.219,70 pontos. A mínima foi em 11.102,03 pontos e a máxima em 11.243,31 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 39,67 pontos (1,93%), em 2.094,14 pontos, com mínima em 2.065,06 pontos e máxima em 2.094,95 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 15,35 pontos (1,22%), para 1.278,55 pontos. O NYSE Composite avançou 110,12 pontos (1,35%), para 8.254,98 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,965 bilhão de ações, de 1,828 bilhão ontem; 2.689 ações subiram, 651 caíram e 113 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume ficou em 1,850 bilhão de ações negociadas, de 2,162 bilhão ontem, com 2.108 ações fechando em alta e 909 em queda. Na semana, o Dow acumulou uma alta de 3,235, o Nasdaq, um avanço de 3,65% e o S&P-500, um ganho de 3,08%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.