Bolsas de NY terminam em alta com PIB e siderurgia

As Bolsas em Nova York retomaram no fechamento o impulso de alta da manhã, depois de serem pressionadas para baixo no meio do pregão pelo forte avanço dos preços do petróleo. No fim da tarde, os investidores voltaram a dar atenção maior à revisão em alta do crescimento do PIB norte-americano no quarto trimestre de 2006. "Houve um pouco de impulso do PIB e um pouco de necessidade de estabilidade", disse o diretor de trading da Ryan, Beck & Co., Jay Susking, para explicar a recuperação no encerramento da sessão. O índice Dow Jones subiu 48,39 pontos, ou 0,39%, para 12.348,75 pontos, seu primeiro ganho na semana. O Nasdaq subiu 0,78 ponto, ou 0,03%, para 2.417,88 pontos, após ficar negativo no ano durante o pregão e novamente passar para o positivo. O Standard & Poor´s subiu 5,30 pontos, ou 0,37%, em 1.422,53 pontos, também voltando a território positivo em 2007. O setor de siderurgia se destacou na alta, depois que a US Steel anunciou a compra da Lone Star Technologies, fabricante de produtos de aço usados na indústria do petróleo e gás, por US$ 2,1 bilhões em dinheiro vivo. US Steel subiu 3,7%. Os papéis da Lone Star dispararam 34,56%. A empresa combinada será a maior fabricante de tubos da América do Norte. Entre os componentes do Dow Jones, Citigroup subiu 0,9% após anunciar que planeja praticamente dobrar sua rede de agências na China em 2007. Boeing, que recebeu encomenda de 10 aviões da colombiana Avianca, subiu 0,3%. O PIB acima do esperado foi a notícia positiva da manhã, mas no decorrer do dia os investidores apenas olharam a alta do petróleo, o que ampliou a volatilidade do mercado, disse o estrategista-chefe de renda variável da A.G. Edwards, Stuart Freeman. O petróleo fechou acima de US$ 66,00 o barril pela primeira vez em quase sete meses. O Departamento de Comércio informou que o PIB cresceu 2,5% no quarto trimestre, acima da estimativa anterior de expansão de 2,2%. Em 2006, o PIB norte-americano cresceu 3,3%, de 3,2% em 2005. O volume na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse) caiu para 1,51 bilhão de ações, de 1,53 bilhão de ações; 2.079 ações subiram e 1.224 ações caíram. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.