Bolsas de Seul e Sydney fecham em queda

Aversão ao risco foi ampliada após divulgação de dados econômicos decepcionantes da China

12 de junho de 2013 | 06h57

Os mercados de ações da Austrália e da Coreia do Sul fecharam em queda nesta quarta-feira, com aversão ao risco nos mercados globais. As bolsas na China, Hong Kong, Taiwan e Filipinas permaneceram fechadas por causa de um feriado.

A aversão ao risco aumentou depois que dados econômicos decepcionantes da China foram divulgados no fim de semana e intensificaram as preocupação que já estavam elevadas por causa da potencial redução de estímulo monetário do Federal Reserve dos EUA. Outro fator que pesou sobre o sentimento dos investidores hoje foi a queda das ações em Wall Street na terça-feira.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 0,7%. aos 4.724,5 pontos, depois de atingir o menor nível em cinco meses, de 4.710,0 pontos, durante a sessão. Ações dos setores de energia, finanças e consumo tiveram fracos desempenhos, enquanto os setores de telecomunicações, imobiliário e de saúde superaram o mercado mais amplo.

O índice Kospi, da Bolsa de Seul, terminou em baixa de 0,6%, aos 1.909,91 pontos, tendo em vista que as vendas de estrangeiros continuaram a pesar sobre o índice, disseram analistas. "Os estrangeiros venderam 2,2 trilhões de wons em ações domésticas nas últimas quatro sessões e 60% disso eram da Samsung Electronics", afirou o analista Park Sung-hun, da Woori Investment & Securities.

A Samsung Electronics caiu 0,3%, em Seul. Segundo o analista, empresas estrangeiras expressaram preocupações sobre as vendas do Galaxy S4, mas algumas corretoras locais esperam robustos ganhos no segundo trimestre, portanto é apenas uma "lacuna de opinião" entre eles. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.