Bolsas dos EUA abrem estáveis

O mercado de ações norte-americano abriu "de lado" nesta segunda-feira, com a queda do dólar frente ao iene sendo contrabalançada por notícias sobre acordos entre empresas e pelo declínio dos preços do petróleo. O índice Dow Jones abriu em alta de 0,01% e a bolsa eletrônica Nasdaq abriu estável. As ações da Wheeling-Pittsburg subiam 8,6% no pré-mercado, depois de o grupo ter iniciado negociações sobre uma aliança estratégica com a brasileira CSN. A proposta inclui a aquisição pela CSN de uma fatia minoritária no Wheeling-Pittsburg e um acordo sobre fornecimento de placas, disseram as companhias, alertando em comunicado conjunto que "não há garantia de que uma aliança estratégica será concluída com sucesso." O Wachovia, que pretende tornar-se um banco nacional, anunciou um acordo avaliado em US$ 26 bilhões, em dinheiro e ações, para comprar o Golden West Financial, uma grande aposta no volátil setor de hipotecas. A transação acelera a consolidação do setor bancário em um pequeno número de players nacionais complementado por um grupo de pequenos bancos regionais e comunitários. As ações do Golden West Financial chegaram a subir mais de 7% no pré-mercado, enquanto as do Wachovia cediam 5,5%. Além disso, a Thermo Electron e a Fisher Scientific International anunciaram uma fusão baseada em ações avaliada em US$ 10,6 bilhões, que vai criar um grande fornecedor de equipamentos científicos e de laboratório. A nova empresa será chamada de Thermo Fisher Scientific e terá 30 mil empregados. As ações da Thermo subiam 1,39% no pré-mercado, enquanto as da Fisher avançavam 6%. Os papéis da Emmis Communications disparavam 22%, depois de seu executivo-chefe e chairman, Jeffrey Smulyan, oferecer-se para comprar a empresa de mídia por US$ 1,4 bilhão. O conselho administrativo da Emmis vai criar um comitê especial para analisar a proposta. Às 10h15, as negociações com índices futuros foram interrompidas com o S&P 500 em alta de 0,02% e o Nasdaq-100 estável. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

08 de maio de 2006 | 10h34

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.