Bolsas dos EUA fecham em queda com tensões na Ucrânia

As bolsas dos EUA fecharam em queda nesta sexta-feira, 14, à medida que os investidores ficaram de lado diante da divulgação de dados econômicos decepcionantes e da contínua turbulência política na Ucrânia. Os índice Dow Jones teve sua pior semana desde o fim de janeiro.

Agencia Estado

14 de março de 2014 | 18h48

O Dow Jones caiu 42 pontos (0,26%) e terminou em 16.066 pontos. Essa foi a quinta queda seguida do índice. Na semana, o Dow Jones recuou de 2,4%, a maior perda semanal desde 24 de janeiro. O S&P-500 cedeu 5 pontos (0,28%) e fechou em 1.841 pontos. O índice acumulou baixa de 2% na semana. O índice Nasdaq declinou 15 pontos (0,35%) e fechou em 4.245 pontos.

As tensões geopolíticas provocaram cautela nos mercado, ante de um referendo na Crimeia no próximo domingo, que determinará se a região autônoma se separará da Ucrânia e se unirá à Rússia. A União Europeia e os EUA chamaram o voto de ilegal e deverão impor sanções contra a Rússia na segunda-feira, a menos que o país volte atrás na sua posição.

Embora a crise não tenha uma relação direta com as ações norte-americanas, os investidores dizem que estão preocupados com a possibilidade de que um aumento das tensões resulte em sanções econômicas e afete a recuperação econômica da Europa. Outro temor demonstrado pelos investidores é a possibilidade de a Rússia reduzir sua oferta de energia para o continente.

Em Londres, a reunião entre o secretário do Tesouro dos EUA, John Kerry, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, sobre a Ucrânia fracassou após cinco horas de conversa. Lavrov disse que não havia "uma visão comum" sobre como proceder.

Na agenda de indicadores, os dados vieram mais fracos que o esperado. Um relatório mostrou que a confiança do consumidor recuou para 79,9 em março, o menor nível desde novembro do ano passado. Separadamente, o índice de preços ao produtor (PPI, em inglês) caiu 0,1%, contrariando previsões de alta. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.