Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Bolsas dos EUA podem entrar na disputa pela bolsa de Londres

Possíveis ofertas poderiam comprometer a recente proposta de fusão da empresa britânica com a Deutsche Börse

Dow Jones Newswires

01 de março de 2016 | 13h14

LONDRES  - A Intercontinental Exchange (ICE) e o grupo CME estão considerando entrar na disputa pela LSE, operadora que controla a Bolsa de Londres, o que pode comprometer a recente proposta de fusão da empresa britânica com a Deutsche Börse.

A ICE, dona da Bolsa de Nova York (Nyse, na sigla em inglês), informou em comunicado hoje que estuda fazer uma oferta pela LSE, mas ressaltou que ainda não tomou uma decisão final nem abordou a operadora britânica.

O CME, que opera a Chicago Mercantile Exchange, também considera uma proposta pela LSE, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto.

Notícias sobre possíveis ofertas rivais vieram após a LSE anunciar que está em negociações avançadas com a Deutsche Börse para uma fusão de iguais, que criaria uma empresa com valor de cerca de US$ 28 bilhões, considerando-se o preço de fechamento recente de suas ações.

Na sexta-feira, as empresas disseram que o eventual grupo teria sede em Londres, com escritórios tanto na capital inglesa quanto em Frankfurt.

A ICE tem até 29 de março para fazer uma oferta pela LSE, segundo regras do órgão de concorrência do Reino Unido. Já o prazo para a confirmação da fusão entre a LSE e a Deutsche Börse é 22 de março.

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.