Bolsas dos EUA têm alta forte e voltam a acumular ganho em 2006

O mercado norte-americano de ações fechou em alta. O principal indicador, o índice Dow Jones, registrou seu maior ganho em pontos em mais de um mês e voltou a acumular alta no ano. O índice da bolsa eletrônica Nasdaq fechou em alta pela primeira vez, depois de oito pregões consecutivos de quedas. Operadores disseram que o mercado estava maduro para uma recuperação, depois das quedas recentes. O índice Dow Jones fechou em alta de 110,78 pontos (1,03%), em 10.816,92 pontos, depois de atingir mínima de 10.701,25 pontos e máxima de 10.817 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 13,53 pontos (0,65%), em 2.086 pontos, com mínima em 2.065,11 pontos e máxima em 2.091,94 pontos. Na avaliação de operadores, o núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI) de maio - que aponta a tendência para a aceleração de preços no varejo - superou as previsões, mas pelo menos eliminou as incertezas sobre a decisão do Federal Reserve (o banco central norte-americano) em relação à taxa básica de juros de juros que será fixada no dia 29 deste mês. Hoje os contratos futuros de títulos do Tesouro dos Estados Unidos aponta 100% de chances de alta da Selic norte-americana no final deste mês - até ontem as chances eram de 84%. "Os investidores vinham prevendo números de inflação duros e o mercado havia caído antes de sua divulgação. Aqueles que buscavam ações a preços atraentes aproveitaram-se e compraram hoje. A amplitude do movimento de compra é um sinal de que os investidores acreditam que a economia tem como agüentar mais um par de elevações das taxas de juro e que as pressões inflacionárias existentes vão se reduzir", comentou o analista da Ryan Beck & Co., Joe Battipaglia. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.