Bolsas européias caem à espera de dados nos EUA

As principais bolsas européias operam em baixa esta manhã, pressionadas pelas ações de empresas mineradoras, siderúrgicas e de petróleo. Os investidores continuam preocupados com a saúde da economia dos EUA e aguardam a divulgação dos indicadores de inflação e confiança do consumidor. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que será divulgado às 9h30 (de Brasília), será o centro das atenções, depois de o índice de preços ao produtor (PPI) ter surpreendido ontem, superando as projeções dos economistas. Às 7h58 (de Brasília), o índice FTSE-100 da Bolsa de Londres caía 0,17%; o índice CAC-40 da Bolsa de Paris recuava 0,32% e o índice DAX em Frankfurt perdia 0,49%. Destaque para a queda das ações da siderúrgica Arcelor Mittal, que cediam 1,1% em Paris, enquanto as da Anglo-American e da Antofagasta, listadas em Londres, perdiam mais de 1% cada uma e BHP Billiton e Rio Tinto caíam 1% cada uma. Entre as companhias de petróleo, as ações da BP perdiam 1,1%, Shell caía 1% e Statoil recuava 1,3%. Já as ações da Unilever subiam 2,6%, atingido a máxima de oito anos, em reação à apresentação para investidores, que destacou o potencial de crescimento do grupo. Rumores de que a companhia será alvo de oferta de compra por um grupo de private equity (que compra participações em empresas) também estimularam as ações. As ações do grupo de eletrônicos francês Thomson subiam 3,1% após a elevação de sua recomendação pelo Merrill Lynch de neutra para compra. Já a varejista de livros, música e DVD HMV perdia 3,2% após o Morgan Stanley rebaixar sua recomendação de peso de mercado para abaixo da média de mercado. As informações são da Dow Jones e de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.