Bolsas européias caem com farmacêuticas

As principais bolsas européias operam em baixa, com as ações das farmacêuticas pesando sob os índices, apesar dos ganhos da gigante L'Oreal. Os papéis da Bayer cediam 0,8%, as da Linde caíam 1,1% e as da Imperial Chemical Industries perdiam 1,2%, enquanto, em Paris, os papéis da L'Oreal sobem 3,7% estimulados pelo aumento de 6,5% nas vendas do quarto trimestre e com projeções positivas para o ano de 2007. "Após um período de fortalecimento do setor, ele se enfraqueceu nos últimos dias, e isso pode estar relacionado com o preço do petróleo", disse o analista da HVB Corporates & Markets, Andreas Heine. O contrato de março do petróleo tipo Brent avançava 0,46% para US$ 54,37 na ICE londrina, às 11h21 (de Brasília). As ações das mineradoras, incluindo a Anglo American, e das indústrias, como a European Aeronautic Defence & Space, também estão em baixa. EADS perdia 1,7% após notícias indicando que o governo britânico poderá revisar contratos se a companhia não fizer os investimentos planejados de 100 milhões de libras esterlinas. Também no horário acima, o índice FTSE 100 em Londres perdia 0,17%, em Paris, o CAC-40 estava em queda de 0,33% e, em Frankfurt, o DAX cedia 0,08%. Os papéis das empresas aéreas estão em alta, com a Alitalia liderando os ganhos. A companhia italiana avançava 1,5% após notícias de que ao menos três grupos devem mostrar interesse em comprar a estatal até o prazo de segunda-feira. As ações da British Airways subiam 2,3%, mesmo com a continuação das greves no setor na semana que vem. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.