Bolsas europeias caem com PIB do Reino Unido

Investidores também não receberam bem o plano de capitalização dos bancos de poupança da Espanha

Renato Martins, da Agência Estado,

25 de janeiro de 2011 | 16h00

Os mercados de ações fecharam em queda na Europa, depois da divulgação do PIB do Reino Unido no quarto trimestre de 2010 (contração de 0,5% em relação ao trimestre anterior, quando os economistas previam expansão de 0,4%). O mercado também não recebeu bem o plano de capitalização das caixas de poupança espanholas. As ações do setor financeiro estavam entre as que mais caíram.

"O governo parece ainda estar subestimando a escala do problema", disse o economista Ben May, da Capital Economics, ao comentar o plano espanhol para capitalização das caixas de poupança. O plano estima que essas instituições não precisarão de mais de 20 bilhões de euros, mas outras estimativas vão de 30 bilhões a 90 bilhões de euros.

Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em queda de 26,14 pontos (-0,44%), em 5.917,71 pontos. As ações de empresas cujo desempenho está mais ligado ao comportamento da economia estavam entre as que mais caíram (Anglo American -1,63%, British Airways -3,51%, Tesco -1,60%); entre os bancos, as ações do Barclays caíram 0,68% e as do RBS recuaram 1,79%.

O índice Xetra-DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 8,76 pontos (-0,12%), em 7.059,01 pontos. A preocupação quanto à exposição dos bancos à dívida de países da zona do euro contrabalançou o índice de confiança do consumidor alemão do instituto GfK (Commerzbank -2,65%, Allianz -0,99%); as ações da Siemens recuaram 0,26%, apesar de seu resultado do quarto trimestre ter superado as previsões.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em queda de 13,59 pontos (-0,34%), em 4.019,62 pontos. Entre os bancos, as ações do Crédit Agricole caíram 1,97% e as do BNP Paribas recuaram 1,12%; As ações da STMicroelectronics caíram 4,56%, embora o lucro da empresa no quarto trimestre tenha superado as expectativas.

O índice FTSE-Mib, da Bolsa de Milão, fechou em queda de 216,72 pontos (-0,98%), em 21.940,13 pontos. As ações da Banca Monte dei Paschi di Siena caíram 3,97% e as do Unicredito Italiano recuaram 2,50%; as da Fiat, porém, subiram 2,26%.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 151,00 pontos (-1,40%), em 10.664,40 pontos. Entre os bancos, as ações do BBVA caíram 2,92%, as do Bankinter perderam 5,16% e as do Santander fecharam em queda de 3,13%.

O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, fechou em queda de 103,73 pontos (-1,33%), em 7.724,03 pontos. As ações do Banco Comercial Português caíram 3,33% e as do Banco Espírito Santo recuaram 2,83%. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.