Bolsas européias encerram com desvalorização

As Bolsas européias fecharam em baixa, refletindo preocupações com a direção do juro global no longo prazo. Tais temores minimizaram o sentimento positivo gerado pelos dados benignos sobre a inflação divulgados nos EUA e pelo comentário de resultado do Bank of Ireland. No fechamento, o índice Xetra-DAX, de Frankfurt, registrava queda de 0,89%; o índice CAC-40, de Paris, perdia 0,60%; e o FT-100, de Londres, caía 0,99%. O índice IBEX35, da Bolsa de Madri, terminou o dia em queda de 0,38%; e o S&P-MIB, da Bolsa de Milão, fechou em baixa de 0,65%. Em Lisboa, o índice PSE registrou ganho de 0,1%. "O PPI (índice de preços ao produtor dos EUA) foi bom para as ações, especialmente diante da reunião do Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto) amanhã. Os investidores precisavam de um número que confirmasse as expectativas de que o Fed (Federal Reserve, banco central dos EUA) não irá elevar as taxas de juro este mês ou no mês seguinte", disse Martin Slaney, do GFT Global Markets. No entanto, o mercado não resistiu aos comentários do diretor-gerente do FMI, Rodrigo de Rato, em conferência em Cingapura. De Rato observou que o ciclo de crescimento global pode estar próximo de seu pico. "Obtivemos sinais divergentes depois dos encontros em Cingapura, sugerindo que as taxas de juro poderão subir no ano que vem. Acredito ser este o motivo de os mercados estarem caindo", disse Jan Paul Raterink, da Delta Lloyd Securities, em Amsterdã. Ele observou ainda que os volumes estão muitos baixos. Entre os indicadores econômicos divulgados nesta manhã na Europa, os destaques foram os alemães. O índice de preços ao produtor na Alemanha, que subiu 0,2% em agosto em relação a julho; acima da alta mensal de 0,1% e anual de 5,8%. Também na Alemanha, foi divulgado o índice ZEW sobre o sentimento em relação à economia, o qual caiu para -22 em setembro, de -5,6 em agosto, bem abaixo de -7,8 previsto para os economistas. Ações As ações da BP subiram 0,3%, com investidores e analistas considerando que é tempo de recomprar tais papéis, apesar da divulgação de novas notícias desfavoráveis para a empresa. Ontem à noite, a BP previu que não conseguirá colocar seu campo de produção no Golfo do México, Thunder Horse, atingido por furacão, em operação até meados de 2008. As ações da Total subiram 0,1% em Paris. No setor automotivo, as ações da DaimlerChrysler caíram 0,1%, depois de detalhar questões relacionadas a sua unidade norte-americana Chrysler, que levaram a alerta de resultado. As ações do Bank of Ireland subiram 1,6%, depois de informar que pretende divulgar um excelente resultado para o semestre e de ter elevado suas projeções para o fim do ano. As ações da Deutsche Telekom subiram 0,2%, com melhora em sua recomendação para overweight, de equal-weight, pelo Morgan Stanley. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

19 de setembro de 2006 | 14h56

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.