Bolsas européias encerram em alta com NY e metais

As Bolsas européias fecharam em alta, influenciadas pelo fato de o índice Dow Jones, nos EUA, ter superado os 12 mil pontos pela manhã. As ações das mineradoras subiram, em reação às altas dos preços do ouro e do cobre; as do setor de tecnologia reagiram positivamente aos informes de resultados das norte-americanas IBM e Intel. Em Amsterdã, as ações da Akzo Nobel, do setor químico e farmacêutico, caíram 8,9%, depois de a empresa anunciar que o lançamento do medicamento contra esquizofrenia Asenapine, desenvolvido juntamente com a Pfizer, poderá ser adiado. Várias empresas divulgarão resultados amanhã, entre elas as suíças Nestlé, Novartis, Actelion, Logitech e Serono, a Ericsson e a Husqvarna, da Suécia, e a Nokia, da Finlândia. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em alta de 41,80 pontos, ou 0,68%, em 6.150,4 pontos. As ações da mineradora Rio Tinto subiram 3,18%, depois de a empresa divulgar dados de sua produção no terceiro trimestre. As altas dos preços do cobre e do ouro beneficiaram também ações como Antofagasta, que subiu 1,92%, BHP Billiton, que avançou 1,11%, Lonmin, que registrou ganho de 1,06%, e Xstrata, que teve alta de 1,97%. No setor siderúrgico, as ações da Corus subiram 1,67%, depois de o Financial Times dizer que as russas Severstal e Novolipetsk poderão fazer uma oferta pela empresa. No setor de energia nuclear, as ações da British Energy tiveram acréscimo de 5,33%, no segundo dia de ganhos fortes. No setor financeiro, as ações do Man Group subiram 4,62%, depois de a empresa divulgar dados do desempenho de um de seus fundos principais; as da seguradora Alliance & Leicester avançaram 1,53%, em reação a seu informe de resultados. No setor de mídia, as ações da Reuters caíram 1,54%, depois de a empresa divulgar as vendas do terceiro trimestre. As da Unilever, dos setores de higiene e alimentos, subiram 1,54%, depois de elevação de recomendação pela Goldman Sachs. Entre as empresas que divulgarão resultados amanhã estão Prudential, Colt Telecom, Wyeth e Sportingbet. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, encerrou com valorização de 58,30 pontos, ou 1,10%, em 5.361,29 pontos. As ações da Mittal Steel subiram 3,64%, em meio a especulações sobre mais consolidação no setor siderúrgico. As da CapGemini avançaram 2,02%, em reação ao informe de resultados da IBM. As da Air France-KLM subiram 1,9%, em reação à baixa dos preços do petróleo. As da Danone avançaram 3,18%, após elevação de seu preço-alvo pelos analistas do UBS e da Chevreaux. Valeo, Essilor, Accor e Remy Cointreau divulgarão resultados amanhã. Frankfurt A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Xetra-DAX em alta de 67,68 pontos, ou 1,11%, em 6.182,78 pontos. "O mercado esteve sem impulsos próprios hoje e reagiu aos indicadores de inflação e do setor de residências nos EUA", disse um operador. As ações da indústria de caminhões MAN subiram 0,18%, em meio a especulações de que a Fiat poderá vender sua unidade de veículos comerciais. As da SAP avançaram 1,55%, em reação ao informe de resultados da IBM. Outros destaques do pregão foram Fresenius Medical Care, que ganhou 3,05%, Volkswagen, que terminou com acréscimo de 1,97%, e Adidas-Salomon, que teve valorização de 2,82%. Amanhã, o mercado estará atento ao índice de preços ao produtor da Alemanha em setembro, ao número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA e ao informe de resultados da SAP. Milão Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib terminou o dia com acréscimo de 340 pontos, ou 0,87%, em 39.479 pontos. As ações da Fiat tiveram negociação suspensa por terem subido acima do limite de 10%, em meio a especulações de que a empresa estaria para anunciar a venda de ativos; a empresa negou os rumores e suas ações acabaram fechando em alta de 5,71%. As ações da Autostrade avançaram 3,29%, depois de o governo italiano eliminar obstáculos à sua fusão com a espanhola Albertis. Operadores disseram que as atenções do mercado deverão voltar-se em breve novamente para o setor bancário, com a expectativa de que novas negociações de fusões sejam iniciadas. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, fechou em alta de 152,90 pontos, ou 1,15%, em 13,398,20 pontos, no terceiro pregão consecutivo de altas. As ações da Metrovacesa subiram 7,65% e as da Acciona avançaram 3,38%. As da Iberdrola ganharam 1,45%, em reação a seu informe de resultados. As da Sogecable, que também divulgou resultados, caíram 3,57%. As da Albertis subiram 2,67%, depois de uma decisão do governo italiano fazer crescer a chance de sucesso de sua fusão com a Autostrade. Para amanhã estão previstos os informes de Bankinter, Banco Popular Español e Banco de Andalucia. Lisboa A Bolsa de Lisboa encerrou com o índice PSI-20 em alta de 39,30 pontos, ou 0,38%, em 10.460,42 pontos. As ações da Energias de Portugal subiram 1,17%, ainda em reação à recomendação da Morgan Stanley. As do Banco Comercial Português avançaram 0,79%, depois de a Lisbon Brokers elevar seu preço-alvo. As da Altri ganharam 4,34%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.