Bolsas européias encerram em direções divergentes

Os principais índices das Bolsas da Europa fecharam o dia em direções divergentes. Do lado negativo, ficaram a Bolsa de Frankfurt, em queda de 0,22%, e a de Milão, que recuou 0,33%. Do lado positivo, o mercado de Londres subiu 0,30%, Paris teve alta de 0,37%, Madri registrou ganho de 0,44% e Lisboa, de 0,71%. O índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em alta de 17,3 pontos (0,30%), em 5.851,2 pontos. As ações das mineradoras subiram, depois de a australiana BHP Billiton divulgar os dados de sua produção no último ano (BHP -0,29%, Antofagasta +1,60%, Lonmin +1,58%, Rio Tinto +1,87%, Xstrata +3,42%). Os papéis da British Airways, que obtiveram elevação de recomendação pela Morgan Stanley, avançaram 3,02%. No setor de petróleo, as ações da BP recuaram 0,55%, após a empresa anunciar que pretende investir de US$ 15,5 bilhões a US$ 16 bilhões em 2006. Além disso, o executivo-chefe da empresa, John Browne, disse que deixa o cargo no fim do ano. No setor de tecnologia, as ações da fabricante de semicondutores ARM Holdings, que divulgou informe de resultados, subiram 5,66%. Reuters, GlaxoSmithKline e Autonomy divulgam resultados amanhã. Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 terminou com ganho de 18,19 pontos (0,37%), em 4.933,12 pontos. A expansão foi liderada pelas ações da Michelin, que avançaram 2,84%, em dia de altas para as ações do setor automotivo (Renault +2,07%, Peugeot-Citroën +0,68%). Os papéis da LVMH (Louis Vuitton-Moët-Hennessy), que divulgou suas vendas no segundo semestre, subiram 1,79%. As da EADS, do setor de tecnologia aeroespacial e militar, caíram 2,50%, por conta de realização de lucros, depois da forte alta de ontem. As ações da Valeo avançaram 8,6%, reagindo ao informe de resultados. A Peugeot-Citroën divulga resultados amanhã, antes da abertura do mercado. Também divulgarão resultados no mesmo dia a Air Liquide e a Euro Disney. Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX encerrou em queda de 12,29 pontos (0,22%), em 5.565,76 pontos. Operadores disseram que o mercado alemão acompanhou as oscilações das Bolsas dos Estados Unidos. "O fato de o índice de confiança dos EUA ter subido ajudou o mercado apenas momentaneamente", disse um operador. As ações da Deutsche Post caíram 2,51%, em reação ao informe de resultados da rival norte-americana UPS. As da Lufthansa subiram 0,75%, depois de a United Airlines divulgar resultados. As da Deutsche Telekom caíram 1,46%, devolvendo parte dos ganhos de ontem. Entre as empresas alemãs que divulgam resultados amanhã, os destaques são SGL Carbon e Merck KGa, Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib fechou em baixa de 119 pontos (0,33%), em 36.035 pontos. O mercado italiano acompanhou a abertura fraca das Bolsas dos EUA. Operadores disseram que os investidores temem que a violência no Oriente Médio se estenda até o fim da semana. As ações da Fiat subiram 1,45%, em reação ao anúncio de três acordos de cooperação com a indiana Tata Group. Os papéis da Telecom Italia caíram 2,65%, em reação a seu resultado do segundo trimestre; as da Telecom Italia Media recuaram 1,36%. Os da Lottomatica subiram 1,76%, após a autoridade reguladora das loterias do Texas dizer que não vai atuar contra a aquisição da Gtech pela empresa italiana. A pesquisa do instituto alemão IFO e os dados dos estoques de petróleo dos EUA estarão no centro das atenções do mercado amanhã. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 terminou com elevação de 50,30 pontos (0,44%), em 11.611,90 pontos. Segundo operadores, a estabilização dos preços do petróleo contribuiu para a alta. As ações da construtora Sacyr-Vallehermoso subiram 2,85%, em reação ao informe de que a empresa tem a melhor proposta na licitação para a construção de uma rodovia na Irlanda. As da Endesa recuaram 0,08%, apesar de um forte informe de resultados do segundo trimestre. Amanhã o mercado estará atento aos informes de resultados de BBVA (Banco Bilbao Vizcaya-Argentaria), Telefónica Móviles, Gas Natural e Cintra. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 67,37 pontos (0,71%), em 9.558,54 pontos. As ações do Banco Espírito Santo subiram 1,79%, em reação a seu informe de resultados; as do Banco Comercial Português, que divulgaria resultados depois do fechamento, avançaram 0,45%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.