Bolsas européias encerram em direções divergentes

As principais bolsas européias encerraram o pregão de hoje em direções divergentes. Enquanto as Bolsas de Londres, Paris, Milão e Lisboa fecharam em alta, as de Frankfurt e Madri registraram perdas. As ações dos setores de petróleo e mineração subiram, em reação às altas dos preços das commodities, que se seguiram ao anúncio de que a Coréia do Norte testou uma arma nuclear. A tensão geopolítica provocada pelo teste e o recuo das Bolsas dos EUA na sexta-feira tiveram impacto negativo no sentimento dos investidores. Notícias de fusões e aquisições movimentaram algumas ações, como Scania, com queda de 4,4% em Estocolmo, depois de a alemã MAN dizer que poderá desistir de sua oferta "hostil" de 9,6 bilhões de euros pela companhia sueca e iniciar negociações de três partes para uma aliança com a Scania e com a Volkswagen, uma de suas maiores acionistas. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em alta de 29,7 pontos, ou 0,49%, em 6.030,9 pontos. As ações das mineradoras estavam entre as que mais subiram (Anglo American avançou 2,61%, Antofagasta registrou ganho de 3,60%, BHP teve acréscimo de 3,54% e Rio Tinto se valorizou 4,43%); no setor de petróleo, as ações da BP subiram 1,05% e as da Shell avançaram 0,70%. As ações da Shire Pharmaceuticals dispararam 14,94%, depois de a FDA norte-americana aprovar uma nova versão do medicamento Aderall, para distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade. As ações do setor de mídia caíram, depois de a Goldman Sachs rebaixar sua recomendação, devido a previsões de queda de receita publicitária (Pearson recuou 1,55%, EMI cedeu 1,94% e ITV teve perda de 2,20%). No setor siderúrgico, as ações da Corus subiram 2,70%, depois de o Sunday Telegraph dizer que o Tata Group, da Índia, já assegurou recursos junto a bancos para sustentar sua oferta para a aquisição da empresa. As ações da British Airways caíram 1,83%, em reação à renúncia de dois executivos que haviam sido suspensos em junho em meio a investigações de manipulação de tarifas. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, encerrou com ganho de 2,68 pontos, ou 0,05%, em 5.284,74 pontos. As ações da EADS caíram 1,32%, em meio a especulações de que o executivo-chefe da divisão Airbus renunciaria ao cargo (o que foi confirmado após o fechamento do pregão); as ações do grupo Lagardère, um dos maiores acionistas da EADS, recuaram 1,62%. No setor de energia, as ações da EdF subiram 1,72%, em reação ao informe de que a empresa foi contratada para estudar a viabilidade da construção de um terminal de importação de metano no porto de Dunquerque. As ações da Saint-Gobain cederam 1,21%, após rebaixamento de recomendação pelo Societé Générale. Frankfurt A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Xetra-DAX em baixa de 1,42 ponto, ou 0,02%, em 6.084,40 pontos. O dia foi marcado pela divulgação dos indicadores alemães de produção industrial, balança comercial e saldo em conta corrente. Operadores disseram que os volumes foram muito reduzidos, por causa do feriado nos EUA. "Isso mostra que o sentimento do mercado não ficou totalmente estragado", comentou um operador, referindo-se à preocupação causada pelo teste nuclear da Coréia do Norte. As ações da indústria de caminhões MAN subiram 0,93%, depois de a empresa anunciar que poderá desistir de tentar comprar a Scania. As da E.On recuaram 0,74%, em reação a informes de que os lucros do setor deverão cair com a implementação de medidas discutidas na "cúpula sobre energia" promovida pelo governo alemão. Milão Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib terminou o dia em alta de 127 pontos, ou 0,33%, em 39.082 pontos. As ações da Banca Intesa subiram 2,24% e as do San Paolo IMI avançaram 1,61%, em meio à expectativa sobre a reunião, marcada para quinta-feira, na qual as duas instituições vão discutir detalhes sobre sua fusão. As da Pirelli Re subiram 5,8%, depois de a empresa anunciar que vai comprar a alemã DGAG por 440 milhões de euros. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, encerrou com perda de 8,60 pontos, ou 0,07%, em 13.143,50 pontos. Operadores disseram que o mercado operou "de lado" e que o teste nuclear da Coréia do Norte não teve impacto nas ações espanholas. As ações da Metrovacesa caíram 1,96% e as da Antena 3 de Televisión recuaram 1,43%, devido à realização de lucros. As do banco Santander subiram 0,62%, devido a especulações de fusão. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 26,70 pontos, ou 0,26%, em 10.412,59 pontos. As ações da ParaRede subiram 4,00%; as da Portugal Telecom avançaram 0,51% e as do Banco Comercial Português tiveram ganho de 0,40%. As da Energias de Portugal recuaram 0,29%, devido à realização de lucros. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.