Bolsas européias encerram em direções divergentes

As Bolsas européias fecharam em direções variadas, em dia de recuperação dos preços do petróleo e dos metais e de vários informes de resultados de empresas importantes. Em Zurique, as ações da Nestlé caíram 2,46%, as da Novartis subiram 2,24% e as da Logitech avançaram 10,84%, em reação a seus informes de resultados. Em Estocolmo, as ações da Nokia caíram 4,27% e as da Ericsson subiram 1,69%, também em reação a seus informes de resultados. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em alta de 5,6 pontos, ou 0,09%, em 6.156,0 pontos. As ações das mineradoras subiram, em reação à recuperação dos preços dos metais (Anglo American disparou 20,6%, BHP Billiton avançou 1,59% e Xstrata ganhou 3,18%). As ações do setor farmacêutico também tiveram bom desempenho depois da divulgação dos informes de resultados da suíça Novartis e da norte-americana Pfizer (AstraZeneca registrou alta de 2,54% e GlaxoSmithKline, de 1,08%). As ações dos bancos especializados em crédito hipotecário caíram (Bradford & Bingley perdeu 0,58% e HBOS cedeu 1,10%); as da seguradora Prudential, porém, subiram 2,54%, depois da divulgação de seu informe de resultados. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, encerrou em baixa de 1,55 ponto, ou 0,03%, em 5.359,74 pontos. Um operador disse que o mercado fez uma pausa para tomar fôlego, depois dos recordes recentes. As ações da Michelin subiram 3,27%, depois de a empresa prever estabilização dos preços das matérias-primas. As da Renault avançaram 1,59% e as da Peugeot-Citroën ganharam 1,04%, com a estabilização dos preços do petróleo motivando previsões de crescimento nas vendas. No setor de tecnologia, as ações da Atos Origin tiveram valorização de 10,36%, depois de o jornal londrino CityAM dizer que o grupo Blackstone está em "negociações amigáveis" para comprar a empresa. As ações da Danone caíram 1,63%, em reação ao informe de resultados da Nestlé. Frankfurt A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Xetra-DAX em queda de 5,36 pontos, ou 0,09%, em 6.177,42 pontos. Um operador observou que a bem-sucedida oferta inicial de ações da Gagfah, do setor imobiliário, "atraiu a atenção dos operadores para as ações de capitalização média". As ações da SAP, do setor de tecnologia, caíram 3,13%, depois de a empresa divulgar resultados; as da Siemens subiram 1,02%, com o mercado ignorando o informe de que a concordatária fabricante de celulares BenQ Mobile, que a Siemens havia vendido no ano passado para uma empresa de Taiwan, deverá demitir 1.900 de seus 3.000 funcionários. As ações da BMW subiram 2,25%, após elevação de recomendação pela Lehman Brothers, e as da Volkswagen avançaram 3,64%, depois de o Deutsche Bank elevar seu preço-alvo. Milão Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib terminou o dia em baixa de 40 pontos, ou 0,10%, em 39.439 pontos. As ações da Telecom Italia caíram 1,08%, depois de o chairman da empresa dizer que haverá mais mudanças no comando. As da Autostrade caíram 3,06%, com a diminuição da expectativa de que seja resolvida logo a fusão da empresa com a espanhola Albertis. As ações da Fiat subiram 3,87%, refletindo o sentimento positivo em relação ao setor automotivo. Madri O índice Ibex,35, da Bolsa de Madri, fechou com acréscimo de 65,50 pontos, ou 0,49%, em 13.463,70 pontos. A alta foi atribuída às especulações contínuas sobre fusões e aquisições em vários setores. As ações da Metrovacesa subiram 2,75% e tiveram negociação suspensa, com a autoridade reguladora dos mercados à espera de informações da empresa (que negou estar em negociações para uma fusão). As ações do Banco Popular Español subiram 1,15% e as do Bankinter avançaram 1,14%, em reação a seus informes de resultados. As da construtora Sacyr Vallehermoso recuaram 0,60%, depois de analistas dizerem que a empresa pode estar perdendo o foco com a aquisição de 9,2% da petrolífera Repsol. O Grupo Prisa e o Banco de Valencia divulgam resultados amanhã. Lisboa A Bolsa de Lisboa fechou com o índice PSI-20 em queda de 17,50 pontos, ou 0,17%, em 10.442,92 pontos. Operadores disseram que prevaleceu a cautela, depois de as Bolsas de Nova York perderem terreno após uma abertura forte. As ações da Portugal Telecom caíram 0,41% e as da SonaeCom recuaram 1,72%. As ações do Banco BPI, que divulga resultados amanhã, recuaram 0,17%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.