Bolsas européias fecham com alta em reação a balanços

As bolsas européias atingiram os maiores níveis em seis anos hoje, influenciadas pelos níveis recordes atingidos pelo índice Dow Jones no mercado norte-americano e uma série de resultados por algumas das principais empresas européias, incluindo Bayer, France Telecom e ABB. Mas terminaram abaixo dos maiores níveis do dia, com a Bolsa de Londres limitada pela retração dos preços dos metais. O índice FT-100, de Londres, subiu 0,12%; o índice Xetra-DAX, de Frankfurt, terminou o dia em alta de 0,60%; e o CAC-40, de Paris, encerrou em baixa de 0,05%. As ações da France Telecom, segunda maior companhia de telecomunicações da Europa, terminaram com ganho de 3,2%, após informar aumento de 1,8% em suas vendas no primeiro trimestre, para 12,8 bilhões de euros. A companhia disse que sua margem bruta subiu 36,3%, de 36,2%, graças aos controles de custos e à confirmação de seu objetivos para 2007. Ford Os papéis das montadoras avançaram com o anúncio de prejuízo menor do que o esperado da Ford. As ações da DaimlerChrysler fechou com valorização de 1,9%. As do conglomerado Siemens subiram 1,3%, com a divulgação de novas metas financeiras, visando retorno sobre o capital empregado entre 14% a 16% até 2010, acima dos 10% atingidos no ano fiscal de 2006. As ações da companhia farmacêutica alemã Bayer avançaram 1,2%, depois de a companhia informar lucro maior do que o previsto no primeiro trimestre de 2,8 bilhões de euros. Analistas esperavam lucro líquido de 2,7 bilhões de euros. Os papéis do Commmerbankshares tiveram incremento de 1,9%, após segundo maior banco da Alemanha, com base em capitalização de mercado, dizer que seu lucro no primeiro trimestre irá chegar a 590 milhões de euros, superando a previsão de 450 milhões de euros. Na contramão, as ações da Ericsson caíram 2,1%, depois de informar que seu lucro líquido do primeiro trimestre subiu 27%, para 5,82 bilhões de coroas suecas, abaixo da estimativa dos analistas. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.