Bolsas européias fecham com ganho, focando empresas

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em alta de 8,0 pontos (0,14%), em 5.896,9 pontos, com os ganhos das ações relacionadas ao setor de alimentos contrabalançando as baixas dos setores de mineração e petróleo. Entre as ações que mais subiram estavam as da refinadora de açúcar Tate & Lyle (+1,83%), as da Associated British Foods (+1,00%) e as da indústria de bebidas Diageo (+1,66%). No noticiário do setor, os destaques foram a aquisição, pela norte-americana Kraft Foods, dos 75% da United Biscuits sobre os quais ainda não tinha controle e o informe de que a Premier Foods está negociando a aquisição das operações da Campbell Soup no Reino Unido e na Irlanda. As ações da rede de supermercados Tesco subiram 1,31%, depois de o jornal Business dizer que a empresa tem interesse em comprar a subsidiária polonesa da Casino Guichard Perrachon. No setor de seguros, as ações da Standard Life, que estrearam hoje, fecharam 6,5% acima do preço da oferta inicial. As da operadora de fundos de hedge Man Group subiram 1,31%, com elevação de recomendação pela Morgan Stanley. As da BAE Systems, uma das controladoras da Airbus, caíram 2,04%, após a empresa divulgar o número de aviões encomendados no primeiro semestre deste ano (117, de 276 na primeira metade de 2005). Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 encerrou com elevação de 28,77 pontos (0,58%), em 4.982,48 pontos. O foco das atenções dos investidores está se transferindo da questão das taxas de juro para o desempenho das empresas, disseram operadores. As ações da L'Oreal, que divulga resultados na quarta-feira, subiram 2,56%; as da Alstom, cujo informe de resultados sai nesta terça-feira, subiram 0,73%. As da EDF (Electricité de France) caíram 1,44%, ainda em reação ao anúncio, feito na semana passada, de que os limites aos aumentos de tarifas serão prorrogados na França. Em Frankfurt, o índice Xetra-DAX terminou o dia em alta de 24,47 pontos (0,43%), em 5.706,32 pontos. A Bolsa operou boa parte do pregão em queda, mas recuperou-se no final. "O maior problema é o volume muito reduzido", disse um operador, notando a falta de notícias fundamentais que dêem impulso ao mercado. "Os investidores estão à espera dos informes de resultados do trimestre", acrescentou. As ações da Infineon subiram 1,70%, em reação a informe sobre o crescimento de suas vendas de chips para telefones celulares. As da indústria de pneus Continental caíram 1,23%, ainda reagindo a uma declaração feita na sexta-feira sobre as margens da empresa. As ações da Lufthansa avançaram 2,04%, devido à expectativa positiva em relação aos dados do tráfego de passageiros em junho. No mercado de Milão, o índice S&P-Mib fechou em alta de 154 pontos (0,42%), em 36.588 pontos, com volumes reduzidos, em dia marcado pelas comemorações da conquista do tetracampeonato mundial de futebol. As ações da Fiat subiram 2,44%, em meio à expectativa de que a empresa anuncie em breve uma aliança internacional. As da Banca Popolare Verona/Novara avançaram 4,28%, depois de a instituição confirmar que está estudando a hipótese de uma fusão com a Cattolica Assicurazioni. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 obteve ganho de 22,80 pontos (0,20%), para 11.649,50 pontos. O mercado abriu em queda e o Ibex chegou a cair a 11.549 pontos, mas recuperou-se depois da abertura positiva do índice Dow Jones nos EUA. As ações da Sacyr Vallehermoso, do setor de construção, subiram 2,53%, em reação ao acordo entre a empresa e a diretoria da francesa Eiffage, da qual a companhia espanhola é a principal acionista; as da Ferrovial avançaram 1,37%. As da Iberia subiram 0,50%, depois de a empresa dizer que a greve de seus pilotos deverá terminar em breve. Em Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 23,04 pontos (0,24%), em 9.527,47 pontos. As ações da Energias de Portugal subiram 2,02%, em reação a comentários de analistas e antes de a empresa fazer uma revisão de sua estratégia; as do Banco Comercial Português caíram 1,32%, devolvendo parte dos ganhos da última sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.