Bolsas européias fecham com ganho; Madri bate recorde

As ações européias fecharam em alta superando as máximas dos últimos seis anos. Destaque para as ações da BHP Billiton e para Bolsa de Madri, que bateu recorde de alta com o setor de energia. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 encerrou com ganho de 23,20 pontos ou 0,37%, para 6.369,50 pontos. As ações da BHP Billiton subiram 5,5% em reação ao anúncio de um programa de recompra de papéis de US$ 10 bilhões. A BHP também reportou um aumento de 41% em seu lucro líquido para US$ 6,2 bilhões no segundo semestre do ano passado, refletindo o forte resultado de produção da maioria das commodities metálicas. As demais mineradoras também tiveram desempenho positivo no pregão. Outros destaques foram as ações da seguradora Standard Life, que avançaram 2,6% após a companhia registrar crescimento de 39% das vendas em 2006. O grupo Vodafone subiu 1,2% e British Airways ganhou 4,7% em reação à elevação na recomendação do Merrill Lynch de neutra para compra. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, avançou 26,22 pontos ou 0,46%, em 5.703,00 pontos. Foi a primeira vez que o CAC fechou acima dos 5.700 pontos desde o início de 2001. Os ganhos foram liderados pelas ações da Alstom e Electricité de France. Entre as quedas, destaque para as ações da Peugeot-Citröen, que recuaram 0,5% após a companhia registrar baixa de 83% no lucro anual para 176 milhões de euros (US$ 228 milhões). Frankfurt Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX terminou com elevação de 39,86 pontos ou 0,58%, em 6.915,56 pontos. As ações da Infineon Technologies dispararam 11% após a fabricante de semicondutores firmar um contrato para fornecer chips para a Nokia e com uma elevação na recomendação do UBS de neutra para compra. As ações da E.On subiram 1% depois de a diretoria da Endesa ter recomendado que seus acionistas aceitassem a oferta de compra da E.On. Os papéis da BMW perderam 2,4% após a acionista Allianz ter afirmado que pretende vender cerca de 16,1 milhões de ações da fabricante de automóveis. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, fechou em alta de 151,40 pontos ou 1,03% em 14.854,60 pontos, uma nova máxima histórica. As ações de energia lideraram os ganhos, com destaque para as altas da Acciona (4,9%), Union Fenosa (4,4%) e Iberdrola (3%). A exceção foram as ações da Repsol, que caíram 0,3%. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 teve valorização de 74,48 pontos ou 0,64%, em 11.767,50 pontos, a máxima desde outubro de 2000. As ações da Energias de Portugal subiram 2,6%, enquanto as da Portugal Telecom perderam 0,4% um dia antes de a companhia divulgar os ganhos do quarto trimestre. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.