Bolsas européias fecham em alta apesar do BC dos EUA

O sentimento positivo prevaleceu nas bolsas européias, que fecharam com altas vigorosas, a despeito da trajetória ascendente do petróleo e da expectativa em torno da reunião do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), cujo encerramento está previsto para as 15h15. Ajudado pelas ações de empresas associadas a commodities, o índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em alta de 112,90 pontos (1,99%), em 5.791,50 pontos. Os papéis da BHP Billiton subiram 4,88%, enquanto os da Antofagasta avançaram 5%, reagindo ao movimento do metais. Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 terminou o pregão no nível máximo do dia, a 4.880,38 pontos, com alta de 106,38 pontos (2,23%). As ações do Credit Agricole subiram 3,5% , em reação a informes de que o banco recebeu o aval dos órgãos reguladores gregos para comprar o Emporiki Bank. Em Frankfurt, o índice Xetra-DAX avançou 124,80 pontos (2,29%), para 5.581,67 pontos. Compras de windows dressing também deram suporte aos ganhos. Window dressing é uma estratégia usada por gerentes de fundos mútuos e de portfólios para alavancarem o desempenho de suas carteiras quando se avizinha a apresentação dos resultados aos clientes e acionistas. No mercado de Milão, o índice S&P-Mib encerrou com ganho de 527,00 pontos (1,48%), em 36.042,00 pontos. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 subiu 197,80 pontos (1,77%), encerrando o pregão em 11.386,60 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 38,22 pontos (0,41%), em 9.457,05 pontos. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

29 de junho de 2006 | 14h09

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.