Bolsas europeias fecham em alta após Fed

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quinta-feira, impulsionadas pela percepção de que o Federal Reserve não está com pressa para elevar as taxas de juros, após a reunião de ontem de política monetária do banco central americano. O mercado acionário da região também ganhou impulso com o avanço maior que o esperado do índice de atividade regional do Fed da Filadélfia. O índice Stoxx Europe 600 encerrou com alta de 0,58%, aos 348,15 pontos.

STEFÂNIA AKEL, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agência Estado

19 de junho de 2014 | 13h48

Na entrevista à imprensa ontem, a presidente do Fed, Janet Yellen, afirmou que a primeira alta dos juros vai depender da situação econômica dos EUA e que a taxa deve continuar inalterada por período "considerável" após o fim das compras de ativos, previstas para acabarem no final deste ano.

O tom considerado "dovish" de Yellen e do comunicado do Fed contribuiu para o apetite por risco dos investidores na Europa, que ganhou mais força com um dado positivo dos EUA. O índice de atividade industrial regional do Meio Atlântico, medido pelo Fed da Filadélfia, subiu para 17,8 em junho, de 15,4 em maio, superando a previsão dos analistas de queda para 13,3.

Nesse cenário, em Londres, o índice FTSE ganhou 0,44% e encerrou a sessão aos 6.808,11 pontos, reduzindo os ganhos, porém, após as bolsas de Nova York migrarem para o terreno negativo. As ações da Rolls-Royce foram destaque de alta do índice (+8,12%), depois de a companhia informar que recomprará até US$ 1,7 bilhão em ações. Já a Vodafone recuou 1,64% após um rebaixamento do Bank of America Merrill Lynch.

O índice DAX da Bolsa de Frankfurt subiu 0,74% e fechou aos 10.004,00 pontos. O volume de negociação foi baixo, devido ao feriado de Corpus Christi. A ação da Volkswagen subiu 0,8% e a BMW encerrou com alta de 1,4%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,72% e fechou aos 4.563,04 pontos. As ações da Alstom fecharam em queda de 6% depois de a General Electric revisar sua oferta pelas operações de energia da companhia francesa, propondo a criação de três novas joint ventures.

Em Madri, o índice IBEX-35 teve alta de 0,68% e fechou aos 11.187,80 pontos. O índice FTSE-Mib, da Bolsa de Milão, subiu 0,85%, fechando aos 22.216,63 pontos. Já o índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, fechou com ganho de 0,46%, aos 7.196,42 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
Europabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.