Bolsas européias fecham em alta com petróleo

As principais bolsas européias fecharam em alta, com as petroleiras estimuladas pela recuperação do preço do petróleo. O aumento do preço do combustível, que se manteve abaixo de US$ 53 o barril, não foi suficiente, no entanto, para afetar as ações das empresas aéreas, que fecharam o dia em alta. Entre as quedas, destacaram-se a da gigante do software alemã SAP, que perdeu 7,7%, e da rede varejista francesa Carrefour, que teve baixa de 5,49%. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em alta de 8,90 pontos ou 0,14%, em 6.239,0 pontos. Na semana, o FT-100 acumulou uma alta de 0,30%. As ações da BP subiram 1,8% no final da sessão com o anúncio de que Tony Hayward vai substituir John Browne como CEO da gigante do petróleo britânica. Outras ações de empresas de commodities como a BHP Billiton e Cairn Energy ficaram sob pressão, mesmo com o petróleo se recuperando. Os papéis da BHP caíram 0,75% e os da Cairn recuaram 1,54%. As ações do banco Lloyds avançaram 1,7% e as da empresa de energia elétrica Drax Group subiram 3,2% por conta de elevações das respectivas recomendações por analistas. Outro destaque foram as ações da farmacêutica AstraZeneca, que subiram 1,30% depois dos analistas da Bear Stearns elevarem a recomendação dos papéis. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, subiu 7,82 pontos ou 0,14% em 5.617,62 pontos. Na semana, o CAC acumulou uma alta de 1,82%. Os papéis do Carrefour recuaram 5,49% depois de o grupo supermercadista ter anunciado, ontem, números considerados decepcionantes para o quarto trimestre. As ações da Assurances Générales de France caíram 2,55% com piora na recomendação de venda pelo BNP Paribas. As elevações foram lideradas pelos papéis da seguradora Axa, que avançaram 2,04%. As ações do grupo Accor subiram 1,8% com elevação na recomendação por analistas. Frankfurt Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX avançou 17,87 pontos ou 0,27%, em 6.705,17 pontos. Na semana, o DAX acumulou uma alta de 1,70%. Segundo um operador, as negociações do dia foram afetadas negativamente pelas vendas decepcionantes da SAP, cujos papéis recuaram 7,7%. A empresa rebaixou sua expectativa de crescimento na receita de software para 2006 a 11%, dos 15% a 17% esperados anteriormente. Na segunda-feira, os mercados estarão de olho na divulgação dos dados da produção industrial da União Européia. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, encerrou com ganho de 39,40 pontos ou 0,27% em 14.368,20 pontos. Na semana, o Ibex acumulou uma alta de 0,44%. Os destaques da alta foram as ações do BBVA, que subiram 1,1%, e da Telefónica, que avançaram 0,7%. Os papéis da Endesa recuaram 0,9% depois da divulgação de um documento da E.On alertando para movimentações de um investidor espanhol para tentar bloquear sua oferta. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 27,87 pontos ou 0,24% em 11.516,67 pontos. Na semana, o PSI-20 acumulou uma alta de 2,43%. As ações da Sonaecom subiram 0,85%, e as da Portugal Telecom avançaram 0,69%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.