Bolsas européias fecham em alta, impulsionadas por NY

Os principais mercados europeus encerram a sexta-feira em alta, beneficiados pelos ganhos na abertura em Nova York. O índice FTSE 100, da bolsa de Londres, fechou em alta de 0,8%, para 6.137 pontos, nova máxima em cinco anos. Os investidores voltaram a procurar ações do setor de commodities, fazendo com que as empresas de petróleo e mineradoras recuperassem parte das recentes realizações de lucros. O índice CAC-40, da bolsa de Paris, subiu 0,9%, a 5.252,38 pontos. Gaz de France subiu 1,7% apesar do adiamento em um mês do reajuste na tarifa de gás. Em Frankfurt, o índice DAX fechou com valorização de 0,5%, a 6.094,75 pontos. ThyssenKrupp subiu 4,8% com a compra de investidores norte-americanos. Na bolsa de Milão, o índice MIB 30 fechou em alta de 0,59%. As ações da Fiat subiram 2,07%. Em Madri, o IBEX-35 subiu 1,1%, para 11.913,8 pontos, estimulado por especulações sobre fusões. Endesa encerrou a sessão em queda de 0,7% após a oferta de compra da Gas Natural (+1,7%) pela empresa ter sido suspensa pela suprema corte espanhola. O índice PSI-20, da bolsa de Lisboa, fechou estável a 10.267,45 pontos, com as blue chips oscilando à espera da temporada de balanços do primeiro trimestre, que começa na próxima semana. As ações da Brisa subiram 0,4% e as do Banco Comercial Português caíram 0,39%. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.