Bolsas européias fecham em alta; Nokia sobe forte

As bolsas européias fecharam em alta acentuada nesta quinta-feira, ajudadas pela perspectiva positiva anunciada pela Nokia, pela valorização de ações do setor de mineração e por mais notícias sobre fusões e aquisições. As ações da Nokia fecharam em alta de 4,8%, depois de a maior fabricante de telefones celulares do mundo ter afirmado que prevê agora um crescimento de 15% do setor em 2006, mais do que os 10% previstos anteriormente. A notícia ajudou STMicroelectronics (+2,9% em Paris)e Infineon (+2,7%, líder em volume em Frankfurt), que fabricam chips para telefones, e também a Ericsson (+2,3%). Mineração foi o principal destaque da bolsa londrina, cujo índice FT-100 fechou em alta de 56,00 pontos, ou 0,94%, aos 6.015,20 pontos. A mineradora de cobre Kazakhmys disparou 9,4% depois de anunciar crescimento de 24,8% de seu lucro no ano passado. BHP Billiton (+4,7%) e Rio Tinto (+5,3%) também subiram, num dia em que os futuros de ouro, prata, zinco e cobre atingiram níveis recordes. Ainda em Londres, o banco de hipotecas Alliance & Leicester subiu 2,3% depois de rejeitar uma oferta informal de 5,8 bilhões de libras feita pelo Credit Agricole. A bolsa de Frankfurt fechou com o índice Dax em alta de 69,41 pontos, ou 1,17%, aos 5.984,19 pontos. Salzgitter, que fez alerta de lucro, caiu 6,8%. Em Paris, o índice CAC-40 subiu 59,85 pontos, ou 1,16%, para 5.240,10 pontos. As ações da EdF foram o principal destaque, subindo 6,4% depois de a empresa ter seu preço-alvo elevado pelo DKW e de informar que está se concentrando novamente nas operações européias. GdF, também beneficiada por essas notícias, subiu 2,4%. Operadores dizem que poderá haver realização de lucros amanhã, mas a tendência altista permanece. A bolsa de Milão fechou com o índice S&P/Mib em alta de 506 pontos, ou 1,34%, aos 38.206 pontos, sustentada pela recuperação dos bancos depois da debilidade recente. Os que mais subiram foram os que são considerados alvos de aquisição em meio à onda de consolidações do setor, como Capitalia (+3,3%) e Popolare Verona e Novara (+3,97%). Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 52,50 pontos, ou 0,44%, aos 11.869,80 pontos. TPI caiu 4,1% depois de a Telefónica afirmar que todas as ofertas que foram lançadas pela empresa estão abaixo do preço de mercado. A bolsa de Lisboa fechou com o índice PSI-20 em alta de 75,34 pontos, ou 0,74%, aos 10.295,03 pontos. Portugal Telecom caiu 0,5%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.