Bolsas europeias fecham em baixa com setor financeiro

As principais bolsas europeias fecharam em queda hoje, em sua maioria, pressionadas pelo declínio nas ações do setor financeiro, particularmente pressionado pelo menor entusiasmo com a situação da Grécia diante da demanda relativamente fraca em uma emissão de bônus soberanos e pela expectativa do mercado com relação ao plano da Irlanda para auxiliar as instituições financeiras do país.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

30 de março de 2010 | 14h31

O governo irlandês anunciou após o fechamento do mercado os detalhes de um plano que inclui a criação de uma agência que comprará ativos tóxicos dos bancos locais, mas com descontos em relação ao valor de face. Em Londres, o índice FT-100 caiu 38,34 pontos (0,67%), para 5.672,32 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 recuou 13,25 pontos (0,33%) e fechou com 3.987,41 pontos. Em Frankfurt, o índice Dax-30 perdeu 14,4 pontos (0,23%) e fechou com 6.142,45 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em baixa de 110,30 pontos (0,99%), a 10.980,7 pontos.

Na Grécia, o índice ASE caiu 2%, para 2.095,64 pontos, pressionado pelo declínio nas ações de bancos. Os papéis do Piraeus Bank recuaram 3,8% e os do National Bank of Greece perderam 3,3%. Na segunda-feira, o país foi obrigado a pagar um prêmio elevado numa emissão de 5 bilhões de euros em títulos de sete anos, cuja demanda ficou em apenas 1,4 vez o volume ofertado.

Na Irlanda, as ações do Allied Irish Banks caíram 9%. Pouco após o fechamento do mercado, o governo do país anunciou em um comunicado que o banco precisará levantar 7,4 bilhões de euros e que comprará 3,3 bilhões de empréstimos podres da instituição com um desconto de 43% em relação ao valor de face. Além disso, o Royal Bank of Scotland recuou 3,4% após ter sido multado em 28,6 milhões de libras por entregar informações confidenciais de precificação de empréstimos ao rival Barclays. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.