Bolsas européias fecham em baixa, exceto Londres

Depois de quatro dias sem negociações por causa do feriado de Páscoa, os mercados de ações europeus fecharam em sua maior parte em baixa nesta terça-feira. As ações de companhias petrolíferas e mineradoras foram impulsionadas pela trajetória de alta dos preços das commodities, fator que prejudicou outros papéis. Em Londres, o índice FT-100 subiu 14,70 pontos, ou 0,24%, para 6.044,10 pontos. Com o petróleo batendo novos recordes, BP avançou 1,2% e Royal Dutch Shell subiu 1,4%. Mineradoras também subiram forte (BHP Billiton +5%, Antofagasta +4%, Rio Tinto +3,8%, Xstrata +3,6%). A operadora de aeroportos BAA ganhou 2,2%, depois de ter rejeitado uma oferta condicional de um grupo liderado pelo Goldman Sachs para comprar a companhia. Ações do setor financeiro recuaram, devolvendo a alta registrada nos últimos meses. A Bolsa de Paris fechou com o índice CAC-40 em queda de 6,65 pontos, ou -0,13%, aos 5.095,97 pontos. Total liderou os ganhos, subindo 1%, junto com outros papéis do setor. Peugeot subiu 0,4%, com a notícia de que está fechando sua fábrica no Reino Unido. Danone, que divulga balanço no fim desta semana, subiu 0,8%. A alta das ações em Wall Street pode estimular os compradores a voltar ao mercado parisiense amanhã. A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Dax em queda de 15,99 pontos, ou -0,27%, aos 5.902,58 pontos. "Os investidores não parecem dispostos a comprar antes da temporada de balanços", disse um operador. As ações da Volkswagen fecharam em baixa de 1,6% e as da TUI, de 1,4%, ambas sentindo o impacto do encarecimento do petróleo. O índice S&P/Mib, da Bolsa de Milão, fechou em queda de 166 pontos, ou -0,44%, aos 37.511 pontos, em pregão tranqüilo. A Bolsa de Madri fechou com o índice Ibex-35 em queda de 24,40 pontos, ou -0,21%, aos 11.585,00 pontos. Do setor de energia, Repsol e Gamesa subiram 2,1% cada uma. A Bolsa de Lisboa fechou com o índice PSI-20 em queda de 23,26 pontos, ou -0,23%, aos 10.250,41 pontos. Portugal Telecom caiu 0,1%. Em Amsterdã, as ações da Philips Electronics caíram 2,1%, depois do anúncio de balanço desfavorável. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.