Bolsas europeias fecham em queda com incertezas sobre economia

FTSE-100 fechou em queda em 1,05%, CAC-40 cedeu 1,00% e DAX registrou declínio de 0,73%

Álvaro Campos, da Agência Estado,

25 de junho de 2010 | 14h46

A maioria das bolsas europeias fechou com declínio, com as quedas das ações dos setores de energia e mineração e as do setor automotivo superando os ganhos dos bancos em alguns mercados - onde ações do setor financeiro subiram, depois de os legisladores dos EUA chegarem a um acordo para o projeto de reforma financeira no país.

 

"Tivemos picos de volatilidade nos mercados nesta semana, por conta de eventos de risco como a apresentação do Orçamento do Reino Unido, a reunião do Federal Reserve dos EUA e o encontro do G-20 neste fim de semana. O sentimento já está frágil, tendo em vista as incertezas que cercam a regulamentação financeira e as tensões políticas. Por isso, surpresas negativas na forma de indicadores provavelmente vão afetar mais o apetite por risco"", disseram os estrategistas do Morgan Stanley.

 

O Financial Times noticiou hoje que o Comitê da Basileia sobre supervisão bancária planeja suavizar as propostas de novas regras para forçar os bancos a aumentarem suas reservas de capital. O Banco da Inglaterra (BoE) também pediu mudanças mais lentas nas regras de capital.

 

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 53,76 pontos (1,05%), em 5.046,47 pontos. As ações da BP caíram 6,35%; as da mineradora Anglo American recuaram 2,75% e as do banco Standard Chartered subiram 1,84%.

 

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em queda de 35,63 pontos (1,00%) em 3.519,73 pontos. As ações da siderúrgica ArcelorMittal caíram 2,63%; as da fabricante de pneus Michelin recuaram 2,78% e as da Renault perderam 2,91%; as do banco Crédit Agricole subiram 2,61%.

 

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 44,88 pontos (0,73%), em 6.070,60 pontos. As ações da Daimler caíram 3,25%, as da Volkswagen recuaram 2,80% e as do Deutsche Bank perderam 1,22%.

 

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em queda de 4,82 pontos (0,07%) em 7.219,10 pontos. As ações da construtora Teixeira Duarte caíram 2,97%; as do Banco Espírito Santo subiram 1,21%.

 

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 fechou em queda de 51,50 pontos (0,54%), em 9.535,00 pontos. As ações do Banco Santander subiram 0,46%; as da companhia de energia Iberdrola Renovables caíram 3,36% e as da Telefónica recuaram 0,57%.

 

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, fechou em alta de 19,35 pontos (0,10%) em 19.961,74 pontos, liderada pelas ações do setor financeiro (Banca Monte dei Paschi di Siena +4,36%, Banco Popolare Verona Novara +0,93%); as ações da Fiat caíram de 2,37%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
frankfurtdaxcac

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.