Bolsas européias fecham em queda com tecnologia

As principais bolsas européias não conseguiram segurar os ganhos da abertura, quando chegaram aos níveis mais altos dos últimos seis anos, e fecharam em queda, pressionadas pelo setor de tecnologia. Entre as baixas, destaque para os papéis da Nokia, STMicroelectronics e Philips. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 caiu 18,8 pontos ou -0,30%, em 6.218,4 pontos. As ações da British Airways lideraram o movimento, fechando com recuo de 1,6% com a notícia de que a empresa foi notificada pelo sindicato de que empregados da companhia aérea serão convocados para uma série de greves. Já os papéis da rede hoteleira InterContinental terminaram em alta de 0,6% após a operadora Ellerman ter comprado 5% das ações da empresa. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, encerrou em queda de 34,92 pontos ou -0,62% em 5.579,78 pontos. As ações da Alstom subiram 3% e lideraram a alta, após elevação na recomendação de analistas. Os papéis da Vallourec avançaram 2,1% com o aumento dos preços do petróleo. Já as ações da STMicroelectronics recuaram 2,1% na expectativa dos resultados da companhia, que serão divulgados amanhã depois do fechamento. Frankfurt Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou com desvalorização de 59,86 pontos ou -0,89%, em 6.687,31 pontos. Destaque para as ações da Lufthansa, que caíram 3,1% com realização de lucros. Milão Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib terminou em baixa de 121 pontos ou -0,29%, em 42.002 pontos. Operadores destacaram a queda da Alitalia de 1,6% após o jornal La Tribune afirmar que os rumores de que a Air France estaria interessada em fazer uma oferta pela companhia aérea italiana não procedem. Os papéis da STMicro perderam 2,1% com previsões fracas de lucro. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, encerrou com recuo de 38,2 pontos ou -0,27%, em 14.359,7 pontos. Entre as quedas, destaque para as ações da Sacyr (-1,5%) e da Mapfre (-0,8%), que haviam subido recentemente. Já os papéis da Acciona subiram 1,2%. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em queda de 51,85 pontos ou -0,45%, em 11.502,56 pontos. Os papéis da Energias de Portugal lideraram a queda, perdendo 1,6% após o anúncio de um plano estratégico que não satisfez os investidores, e as ações da Galp Energia caíram 1,4%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.