Bolsas europeias fecham em queda puxadas por bancos

Índice Stoxx Europe 600 caiu 0,08% e encerrou aos 278,82 pontos

Clarissa Mangueira, da Agência Estado ,

30 de maio de 2011 | 15h05

As principais bolsas europeias fecharam o dia em queda, em meio ao fraco volume de negociações com os mercados acionários fechados em Londres e nos Estados Unidos por causa de feriados. As ações de bancos e empresas de serviços públicos lideraram as quedas da sessão. O índice Stoxx Europe 600 caiu 0,08% e encerrou aos 278,82 pontos.

As ações de concessionárias de energia da Alemanha encerraram com desempenho negativo depois de o governo anunciar que vai acelerar o fim gradual de sua produção de energia nuclear, paralisando todos os reatores do país até 2022. Os papéis da RWE caíram 1,7% e os da E.ON recuaram 2,3% em Frankfurt. O declínio das duas companhias pesou sobre o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, que recuou 0,04% e fechou aos 7.160,30 pontos.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, perdeu 0,21%, para 3.942,53 pontos. As ações do setor bancário recuaram. A Crédit Agricole caiu 1,6%, BNP Paribas recuou 0,54% e Société Générale teve baixa de 0,76%. No campo positivo, as ações da Alstom subiram 1,3%, após a companhia anunciar um contrato avaliado em 665 milhões de euros para entregar e manutenção de trens de alta velocidade na Polônia.

Entre os países periféricos, o índice Ibex-35 de Madri fechou em baixa de 0,04%, aos 10.257,60 pontos. O PSI-20 de Lisboa recuou 0,88%, para 7.571,77 pontos. O FTSE MIB de Milão declinou 0,19%, para 20.791,48. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropafechamentobancosenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.