Bolsas européias invertem sinal e sobem

A pressão diminui nas bolsas européias, onde as ações abriram em baixa por conta dos balanços da Nokia e da prévia de resultado da SAP, a partir dos quais os investidores realizaram parte dos lucros de ontem. A expectativa com o efeito sobre os preços do petróleo do resultado da reunião de emergência da Opep, que acontece hoje em Doha, no Catar, também limita o campo de ação dos investidores europeus. Às 8h50 (de Brasília), o índice FT-100, de Londres, subia 0,12%; o Xetra-DAX, de Frankfurt, avançava 0,06%; e o CAC-40, de Paris, ganhava 0,04%. As ações da Nokia despencaram mais de 5%, com a divulgação de lucro no terceiro trimestre abaixo das estimativas. A fabricante de celulares finlandesa informou que seu lucro caiu 4,1% e que o preço médio de vendas e as margens também recuaram. As receitas, entretanto, subiram e a Nokia elevou sua projeção anual para a demanda no mercado mundial de celulares para 970 milhões de unidades. A previsão representa aumento de 22% em relação ao vendido em 2005 pela empresa. O lucro líquido da Nokia caiu 4,1% para 845 milhões de euros e o lucro operacional recuou 4,3% para 1,1 bilhão de euros. As vendas cresceram 20%, para 10,1 bilhões de euros. As ações da gigante de softwares alemã SAP caíram mais de 2%, com a divulgação de previsões cautelosas e apesar dos ganhos acima do previsto divulgados no terceiro trimestre. Os papéis da Ericsson, por sua vez, subiram 1,3%, com a revelação de que seu lucro líquido subiu 175 no terceiro trimestre, para US$ 839 milhões, em conseqüência de crescimento nas operações de sua joint venture de celulares e um ganho com a venda de suas unidades de defesa. Também na ponta de alta e alimentando sustentação na Europa estão os papéis do grupo de serviços de tecnologia de informação Atos Origin, os quais subiram mais de 17% com informações de que a estaria sendo sondada para compra pelo grupo privado de investimento Blackstone, por entre 3,4 bilhões e 3,6 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.