Bolsas européias recuam com setor de tecnologia

As principais bolsas européias operam em baixa nesta segunda-feira. Ações dos setores de tecnologia e serviços financeiros recuam, bem como os papéis de companhias de viagens e de produtoras de metais. A fabricante de equipamentos e chips de memória ASML Holdings caía 2%, enquanto a franco-italiana STMicroelectronics perdia 1%. A alemã Infineon, no entanto, contrariava a tendência de seus pares e subia 1,7%. A companhia teve forte desempenho na semana passada, após anunciar que fechou contratos com a Nokia e a MasterCard, o que despertou rumores de que poderia ser alvo de grupos de private equity (fundos de investimento que aplicam os recursos em empresas). No setor de viagens, Air France e a operadora de cruzeiros marítimos Carnival Corp. recuavam mais de 2% cada uma. A britânica MyTravel Group, ao contrário, disparava 26,4%, impulsionada pela fusão com a Thomas Cook. Movimentos na indústria de telefonia davam certo alento ao mercado. A espanhola Telefónica informou que manteve negociações com a italiana Pirelli e que lhe foi oferecida uma pequena fatia na Olimpia, a controladora da Telecom Itália. As ações da TI subiam 1,8% e as da Pirelli, 3,7%, ao passo que as da Telefónica perdiam 0,6%. Em Londres, o principal destaque era a Vodafone, que subia 1,7%, depois de fechar uma série de acordos neste final de semana. A companhia venceu a disputa pela aquisição da operadora de telefonia móvel indiana Hutchison Essar, em um acordo de US$ 11 bilhões. Às 8h45 (de Brasília), o índice FT-100, da bolsa de Londres, recuava 0,29%, enquanto o Dax, de Frankfurt, perdia 0,67% e o CAC-40, de Paris, caía 0,77%. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.