Bolsas européias registram alta no fechamento

As Bolsas européias fecharam em alta, com destaque para as ações do setor de tecnologia. Os mercados reagiram à nova baixa do preço do petróleo, à abertura positiva das Bolsas dos EUA, a informes de resultados de empresas e a notícias sobre fusões e aquisições. Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 subiu 41 pontos (0,7%), em 5.929,3 pontos. As ações da siderúrgica Corus caíram 1,81%, em reação a seu informe de resultados. As ações das redes de supermercados subiram, em reação à divulgação do volume de vendas em agosto, segundo a Confederação da Indústria Britânica (Sainsbury +0,21,%, William Morrison +1,26%, Tesco +1,35%). No setor de tecnologia, as ações da Radstone tiveram ganho de 14%, em reação ao anúncio de uma oferta de aquisição feita pela italiana Eurotech; as da Logica CMG caíram 3,91%, depois de a empresa divulgar resultados. No setor de informações financeiras, as ações da Hemscott subiram 26%, em reação a oferta de aquisição anunciada pela Centerpoint Data. BBA Group, Whitbread e Diageo divulgam resultados nesta quinta-feira. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, subiu 22,47 pontos (0,44%), em 5.182,79 pontos. As ações da Alstom valorizaram 4,2%, depois de a empresa receber uma encomenda de ? 300 milhões de uma subsidiária da Gaz de France, para construir duas usinas de energia. As da Alcatel avançaram 3,95%, em reação a comentários de analistas da Merrill Lynch; e as da rede hoteleira Accor subiram 3,55%, em meio ao otimismo quanto ao informe de resultados da empresa no primeiro semestre, que sai na próxima semana. Entre as empresas que divulgaram resultados, os destaques foram a operadora de Bolsas Euronext (+3,1%); a rede de televisão TF1 (-2,4%); e a seguradora Scor (-6%). A Air France/KLM divulga resultados nesta quinta-feira. Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou em alta de 20,51 pontos (0,35%), em 5.867,53 pontos. As ações da Wincor Nixdorf ganharam 4,1%, em reação à desregulamentação do mercado de loterias na Alemanha. Os papéis do Deutsche Post avançaram 1,18%, em reação a informes de que o Royal Bank of Scotland pode se juntar à lista de interessados em adquirir sua participação no Deutsche Postbank. As ações da indústria de pneus Continental subiram 1,79%, refletindo a queda dos preços do petróleo. As da ThyssenKrupp subiram 2,19%, recuperando terreno depois das quedas recentes. Operadores disseram que nesta quinta-feira o mercado estará atento aos dados do desemprego na Alemanha, ao índice de preços ao consumidor da Zona do Euro e à decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE). O índice S&P-Mib, da Bolsa de Milão, fechou em alta de 193 pontos (0,51%), em 37.993 pontos. A alta foi liderada pelas ações dos bancos, com os investidores comprando papéis de instituições que poderão participar de uma possível nova onda de fusões e aquisições (Banca Popolare di Milano +5,93%; e Mediobanca +0,74%). Os papéis da Banca Intesa e as do San Paolo IMI continuaram a beneficiar-se do anúncio de sua fusão, feito no fim de semana (Intesa +2,31%; e San Paolo +2,02%). As da Banca Popolare Italiana subiram 0,94%; Sua diretoria se reúne nesta quinta-feira para discutir opções estratégicas, entre elas a possibilidade de uma fusão. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 25,30 pontos (0,21%), em 12.171,90 pontos. A alta foi liderada pelas ações da Metrovacesa, que ganharam 2,81% devido à expectativa positiva em relação a seu informe de resultados, que sai na sexta-feira. As da Antena 3 caíram 1,81%, devido à realização de lucros. Esses papéis haviam subido 3,1% ontem, em meio a especulações sobre a possibilidade de uma fusão. Altadis e Banco Español de Crédito divulgam resultados nesta quinta-feira. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 20,19 pontos (0,2%), em 9.964,30 pontos. O mercado acompanhou as altas de outras Bolsas européias e recuperou parte do terreno perdido ontem. As ações da Sonae SGPS subiram 1,56% e as da Cimpor avançaram 0,57%, em reação a seus informes de resultados, divulgados ontem. As do Banco Comercial Português subiram 1,27% e as da Portugal Telecom, que divulga resultados nesta quinta-feira, recuaram 0,1%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.