Bolsas europeias sobem com balanços positivos

Entre os resultados bem recebidos estavam os da Sanofi-Aventis, France Telecom e Shell

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

28 de outubro de 2010 | 09h40

As principais bolsas da Europa sobem, refletindo a reação positiva dos participantes do mercado à divulgação de balanços de algumas das empresas blue chips da região. Entre os resultados bem recebidos estavam os da Sanofi-Aventis, France Telecom e Shell.

Às 9h30 (de Brasília), as ações da France Telecom subiam 3,03% na Bolsa de Paris, após a companhia reportar que sua receita líquida aumentou para € 11,63 bilhões (US$ 16,10 bilhões) no terceiro trimestre deste ano, de € 11,16 bilhões no mesmo período do ano passado. O resultado superou a estimativa dos analistas ouvidos pela Dow Jones de receita de € 11,4 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, em inglês) aumentou para € 4,26 bilhões (US$ 5,89 bilhões) no terceiro trimestre, de € 4,21 bilhões no mesmo período do ano passado. A estimativa dos analistas era de um Ebitda de € 4,16 bilhões.

A gigante do setor de tecnologia confirmou também que ainda prevê gerar um fluxo de caixa livre de € 8 bilhões em 2010 e 2011, excluindo o custo das aquisições de novas licenças e de um processo relacionado a um imposto corporativo. Além disso a France Telecom reiterou que planeja pagar um dividendo de € 1,4 por ação até 2012.

Os papéis do grupo de cuidados com a saúde francês Sanofi-Aventis também registravam alta no horário citado acima, de 0,63%. A empresa anunciou que seu lucro líquido totalizou € 1,61 bilhão (US$ 2,22 bilhões) no terceiro trimestre, de € 1,42 bilhão no mesmo período do ano passado. O lucro ajustado, que exclui itens como o impacto de aquisições, aumentou 8,9% no período, para € 2,47 bilhões (US$ 3,41 bilhões), de € 2,27 bilhões. O resultado superou as estimativas dos analistas de um lucro ajustado de € 2,34 bilhões. As vendas da companhia avançaram 5,7%, em bases anuais, para € 7,82 bilhões.

A Shell apresentava ganho de 0,66% na Bolsa de Londres, depois de a empresa superar as expectativas do mercado com um aumento de 88,4% no lucro ajustado no terceiro

trimestre, para € 3,55 bilhões (US$ 4,93 bilhões), de € 1,89 bilhão no mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.