Bolsas européias sobem com boas notícias corporativas

As bolsas européias operam em alta nesta manhã, apoiadas principalmente por ações dos setores petrolífero, financeiro, de turismo e de mídia, em um dia de boas notícias corporativas. O banco franco-belga Dexia subia 2,9%, depois de ter a recomendação para suas ações elevada de neutra para "outperform" (desempenho acima do mercado) pela Exane BNP Paribas. Alstom ganhava 2,4%, ajudada pelas encomendas de 4,68 bilhões de euros recebidas no último trimestre, acima dos 4,5 bilhões de euros previstos por analistas. A receita cresceu 15%, para 3,42 bilhões de euros, mas ficou abaixo do esperado. A companhia alemã do setor químico e farmacêutico Merck subiu 0,6%, com o aumento de 58% do lucro operacional no quarto trimestre. As ações do setor petrolífero sobem, ajudadas pela recuperação dos contratos da commodity ontem à tarde em Nova York (Statoil +2,1%, Neste Oil +1,3%). AGF ganhava 2% e Allianz Leben, 19%, com a oferta da Allianz para comprar as ações que ainda não possui nas duas empresas. A Allianz, que subia 0,6%, já possui 58% da AGF e 91% da Allianz Leben (Vida). Em Londres, as ações da LSE ganhavam 0,7%. Em mais uma tentativa de defender-se da oferta hostil da Nasdaq, a operadora da bolsa prometeu elevar o valor de sua recompra de ações para 250 milhões de libras. Os preços firmes dos metais ajudam as mineradoras (Xstrata +2,4%, Vedanta +2,2%). Às 10h03, o índice FT-100, da Bolsa de Londres, subia 0,42%, enquanto o índice CAC, da Bolsa de Paris, avançava 0,60% e o índice Dax, em Frankfurt, subia 0,35%. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.