Bolsas europeias sobem devido a balanços de empresas

Índice Stoxx Europe 600 encerrou a sessão com alta de 0,3%, aos 283,04 pontos

Danielle Chaves, da Agência Estado ,

28 de abril de 2011 | 14h26

As bolsas europeias fecharam a sessão de hoje em alta, impulsionadas pelos balanços trimestrais de Deutsche Bank, Bayer e Suez Environnement. O tom positivo já predominava desde o começo do dia, depois que o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) afirmou, ontem, que vai manter as taxas básicas de juros baixas nos Estados Unidos. O índice Stoxx Europe 600 encerrou a sessão com alta de 0,3%, aos 283,04 pontos.

"Bernanke (Ben Bernanke, presidente do Fed) deu aos mercados o que eles queriam ontem, dizendo que não vai elevar as taxas de juros por enquanto e que o afrouxamento quantitativo será finalizado no momento planejado", disse Philippe Gijsels, diretor de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets.

Um dos destaques na sessão europeia foi o Deutsche Bank, que fechou em alta de 4,8% depois de anunciar aumento de 17% no lucro líquido, sustentado pelas recentes aquisições. A Bayer subiu 2% após elevar suas projeções de vendas e lucro no ano e divulgar crescimento de 8% no lucro do primeiro trimestre. A concorrente Merck, que teve um salto de 78% no lucro no primeiro trimestre, subiu 3,6%. Os ganhos ajudaram o índice DAX da Bolsa de Frankfurt a terminar o dia com avanço de 0,95%, aos 7.475,22 pontos.

Na França, Suez Environnement ficou no foco e terminou o dia com alta de 4%. A companhia surpreendeu os analistas com um aumento de 29% nos ganhos do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização). O índice CAC-40 subiu 0,91% na Bolsa de Pais, para 4.104,90 pontos.

A Bolsa de Madri encerrou a sessão com alta de 1,18% no índice Ibex-35, aos 10.867,80 pontos, sustentada pela alta de 1,5% do Banco Santander. A instituição teve queda de 4,8% no lucro no primeiro trimestre, mas suas operações na América Latina mostraram desempenho forte e as provisões contra perdas com crédito diminuíram 10%.

O índice FT-100 da Bolsa de Londres fechou em leve alta de 0,03%, aos 6.069,90 pontos, e amanhã ficará fechada em razão do casamento do príncipe William, antes de outro feriado na segunda-feira. Entre os maiores ganhadores esteve a Standard Life, com alta de 3,2%. A Royal Dutch Shell subiu 0,6%, depois de informar crescimento de 60% no lucro no primeiro trimestre.

A empresa de produtos de consumo Unilever caiu 2,4%, pressionada por seu próprio alerta de que as economias maduras continuam enfraquecidas, embora a companhia tenha registrado alta de 7% nas vendas no primeiro trimestre. A farmacêutica Astrazeneca teve aumento de 4,7% no lucro no período, mas queda de 3,4% nas vendas, o que levou suas ações a fecharem em baixa de 3,5%.

Em outras praças, o índice PSI-20 da Bolsa de Lisboa terminou o dia com ganho de 0,41%, aos 7.647,63 pontos, e o MIB de Milão subiu 0,64%, para 22.380,19 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasEuropafechamentoFedBernanke

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.