Bolsas européias sobem, recuperando-se de ontem

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em alta de 26,9 pontos (0,45%), em 6.036,9 pontos. O mercado reagiu positivamente ao fato de o Banco da Inglaterra ter mantido sua taxa básica de juros inalterada em 4,5% pelo nono mês consecutivo. Outro fator foi a abertura em alta das Bolsas dos EUA. O destaque do pregão foi Imperial Chemical Industries (ICI), com alta de 6,69%, depois de a empresa divulgar resultados e anunciar a demissão de 2.300 trabalhadores. As ações da anglo-holandesa Royal Dutch Shell avançaram 0,43%, em reação a seu informe de resultados. As da também anglo-holandesa Unilever caíram 2,69%, depois de a empresa divulgar resultados. No setor farmacêutico, as ações da AstraZeneca recuaram 0,71%, depois de a empresa anunciar que vai interromper o desenvolvimento do medicamento contra diabetes Galida. Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em alta de 39,76 pontos (0,77%), em 5.233,70 pontos. A alta foi liderada pelas ações do setor de energia e das provedoras de serviços públicos. As ações da Suez subiram 2,60% e as da Total avançaram 1,69%, depois de as duas empresas divulgarem resultados. As da operadora de Bolsas Euronext avançaram 4,3%, em meio a rumores de fusão. Entre as ações mais negociadas também estava Euro Disney, com queda de 10,0%. As ações da Vinci, que divulgaria resultados depois do fechamento, subiram 1,00%; as da AGF, cujo informe de resultados também sairia depois do fechamento, avançaram 1,98%. Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou em alta de 70,36 pontos (1,18%), em 6.039,32 pontos. Operadores disseram que o mercado teve uma recuperação técnica, depois da queda de ontem; a estabilização do dólar nos mercados de câmbio e o recuo dos preços do petróleo também contribuíram para a alta de hoje. Várias ações reagiram à divulgação de informes de resultados, entre elas BASF (+2,37%), Beiesdorf (-0,03%), Continental (+0,24%), Commerzbank (-1,55%), Epcos (+5,33%) e MAN (+7,38%). As ações da SAP avançaram 1,69%, depois do anúncio do lançamento do software Duet, em parceria com a Microsoft. Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib fechou em alta de 226 pontos (0,60%), em 38.136 pontos. As ações da Fiat subiram 1,57%, recuperando-se da queda de ontem, depois de vários analistas elevarem seu preço-alvo. As da Autostrade caíram 1,53%, com os investidores mostrando nervosismo diante da possibilidade de as autoridades reguladoras italianas "endurecerem" seu relacionamento com a empresa depois da fusão entre ela e a espanhola Albertis. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 52 pontos (0,44%), em 11.928,50 pontos. Segundo operadores, o mercado espanhol acompanhou as altas de outras Bolsas européias. O destaque do pregão foi Gamesa, com alta de 6,32%, em meio a expectativas positivas quanto ao setor de energia eólica. As da rede de televisão Telecinco caíram 3,29%, em reação a seu informe de resultados. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 29,20 pontos (0,29%), em 10.041,19 pontos, acompanhando as altas de outros mercados europeus e a abertura positiva das Bolsas dos EUA. As ações do Banco Comercial Português subiram 0,42% e as da Brisa avançaram 2,75%; as da Energias de Portugal e as da Portugal Telecom fecharam nos mesmos níveis de ontem. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.