Bolsas europeias têm forte queda

Índice FT-100 recuava 2,15%; CAC-40 perdia 2,62%; DAX declinava 2,15%

Danielle Chaves, da Agência Estado,

29 de junho de 2010 | 09h04

O vencimento da linha de empréstimos de um ano do Banco Central Europeu (BCE) para os bancos da zona do euro, de 442 bilhões de euros, na próxima quinta-feira trouxe de volta aos mercados as preocupações com as dívidas soberanas. As bolsas europeias operam em forte queda, próximas das mínimas deste ano, enquanto o euro também recua.

 

Os participantes dos mercados ficaram receosos com a capacidade de os bancos dos países periféricos da zona do euro cumprirem com suas obrigações depois do fim da linha de empréstimos do BCE. Os bancos deverão pagar 442 bilhões de euros na quinta-feira, o que deverá resultar em uma forte redução da liquidez e em uma pressão de alta sobre as taxas dos mercados monetários, como comentou o Credit Agricole.

 

"Um bruto aumento nos fluxos de aversão ao risco emergiram durante a madrugada e devem ser vistos como uma extensão

lógica do que vinha acontecendo há algumas semanas", afirmou Kenneth Broux, economista sênior do Lloyds TSB. No entanto, observou Broux, as circunstâncias "não estão sendo ajudadas pelo infeliz momento em que ocorrerá o vencimento da linha do BCE, elevando os já existentes temores com uma recaída na economia dos EUA e com o papel geralmente

sustentador que o fim do mês e o fim do trimestre têm para os bônus dos governos".

 

A preocupação com os sistemas bancários europeus provocou ampliação nos swaps de default de crédito (CDS) de alguns países. O spread dos CDS de cinco anos da Espanha subiu nesta manhã para o recorde de 275 pontos-base, alcançado pela última vez em 6 de maio. As ações dos bancos espanhóis, que são vistos como os mais debilitados da Europa, pesam sobre a Bolsa de Madri, cujo índice Ibex-35 caía 3,65%, às 9h08 (de Brasília).

 

Embora na Espanha a queda seja mais pronunciada, o declínio é generalizado entre as bolsas europeias. No mesmo horário,

o índice FT-100 de Londres recuava 2,15%, o CAC-40 de Paris perdia 2,62% e o DAX de Frankfurt declinava 2,15%. O euro, enquanto isso, caía para US$ 1,2205, de US$ 1,2276 no fim da tarde de ontem. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
europafrankfurtcacdax

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.