Bolsas européias têm ganho, lideraradas por montadoras

As principais bolsas da Europa fecharam em alta, lideradas pelas ações do setor de construção, como Vinci e Saint Gobain, e pelas montadoras, entre elas DaimlerChrysler, Fiat e Renault. Os mercados também reagiram positivamente ao índice de sentimento do consumidor norte-americano, divulgado pela Universidade de Michigan. Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 encerrou com valorização de 26,9 pontos, ou 0,4%, em 6.237,2 pontos. Destaque para as ações da siderúrgica Corus, que subiram 1,4% depois das notícias de que a indiana Tata Steel poderá elevar sua oferta pela empresa. Na esteira dos ganhos das construtoras, os papéis do grupo de materiais de construção Wolseley subiram 2%. Os dados de vendas no varejo no Reino Unido em dezembro, mais fortes do que o esperado, fortaleceram a especulação de que o Banco da Inglaterra poderá aumentar novamente as taxas de juros em fevereiro, o que afetou alguns bancos. Os papéis do HBOS caíram 0,9%, e os do Lloyds TSB recuaram 0,2%. Na semana, o FT-100 acumulou uma baixa de 0,03%. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 59,66 pontos, ou 1,07%, em 5.614,7 pontos. Os papéis da empresa de serviços públicos e de concessões de transportes Vinci lideraram a alta, com avanço de 6,4%, estimulada pelo aumento da oferta pelo Artemis. As ações da Renault avançaram 2%. Na semana, o CAC acumulou uma queda de 0,05%. Frankfurt Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX registrou ganho de 57,55 pontos, ou 0,86%, em 6.747,17 pontos. Destaque para as ações da DaimlerChrysler, que avançaram 3,9% em reação a rumores de separação da Chrysler. As ações da fabricante de semicondutores Infineon caíram 2,1%, em meio ao enfraquecimento do setor de tecnologia. Nesta semana, o DAX acumulou valorização de 0,63%. Milão Na Bolsa de Milão, o índice S&P-Mib encerrou com acréscimo de 397 pontos, ou 0,95%, em 42.072 pontos. A alta foi liderada pelos papéis da Fiat, que avançaram 4,4% após aumento do preço-alvo pelo UBS. As ações da Pirelli subiram 1,6% e as da Telecom Italia ganharam 1,7%, depois de a Pirelli dizer que fez contatos com partes interessadas em comprar parcelas de sua participação de 80% na holding Olimpia, que controla a Telecom Italia. Na semana, o S&P-Mib acumulou um ganho de 0,03%. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, terminou o dia com avanço de 132,6 pontos, ou 0,93%, em 14.397,9 pontos. Destaque para a alta das ações da imobiliária Sacyr-Vallehermoso, que dispararam 11,8% na esteira da venda da Vinci. Na semana, o Ibex acumulou uma alta de 0,21%. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 fechou em queda de 57,18 pontos, ou -0,49%, em 11.554,41 pontos. As ações da Energias de Portugal recuaram 3%, depois de rebaixamento de recomendação pelo Crédit Suisse e pelo JP Morgan. As do Banco BPI perderam 1,3%. Na semana, o PSI-20 acumulou acréscimo de 0,33%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.