Bolsas européias terminam a semana com perda

Os mercados europeus fecharam em queda liderados pelas mineradoras. Em Londres, os papéis da Xstrata (-3,18%) e da Antofagasta (-2,35%) puxaram as quedas. Entre as farmacêuticas, destaque para as perdas da Linde (-0,7%) e da Imperial Chemical Industries (-1,3%). As companhias aéreas também foram destaque, com os ganhos nos papéis da Alitalia (1%) e da British Airways (0,9%). Londres Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em queda de 41,30 pontos, ou -0,66%, em 6.228 pontos. Na semana, o FT-100 acumulou queda de 0,14%. As mineradoras puxaram a queda, com as ações da Rio Tinto recuando 2,1% e as da BHP Billiton perdendo 2,4%. As farmacêuticas também pressionaram o índice, e os papéis da AstraZeneca caíram 1,41%, e as da Shire perderam 1,64%. Paris O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, encerrou em baixa de 26,9 pontos, ou -0,48%, em 5.582,3 pontos. Na semana, o CAC acumulou queda de 0,58%. As ações da European Aeronautic Defence & Space (EADS) recuaram 1,6%, após o governo britânico alertar que poderá revisar contratos se a Airbus abandonar o projeto de uma nova fábrica na Inglaterra. Entre as altas, destaque para os papéis da Saint Gobain, que subiram 4,9% após a divulgação de resultados positivos em 2006 e uma projeção otimista para 2007, e da gigante de cosméticos L'Oreal, que avançaram 3,7% após divulgação dos resultados do quarto trimestre. Frankfurt Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX terminou o dia com desvalorização de 29,24 pontos, ou -0,44%, em 6.690,34 pontos. Na semana, o DAX acumulou queda de 0,84%. Destaque para as ações da Deutsche Boerse, que caíram 2,3% com realização de lucros, e da Siemens, que recuaram 1,9%, apesar da elevação do preço-alvo pelo Morgan Stanley. Entre as altas, os papéis da BMW subiram 1,2%, com anúncio de lucro recorde de 49 bilhões de euros (US$ 63,7 bilhões) em 2006. Madri O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, fechou com decréscimo de 121,9 pontos, ou -0,84%, em 14.415,4 pontos. Na semana, o Ibex acumulou alta de 0,12%. As ações das blue chips (empresas com ações de primeira linha) puxaram a queda: BBVA recuou 1,5%, Santander perdeu 1,2% e Repsol caiu 0,7%. Os papéis da Endesa cederam 0,8% após fortes ganhos na semana. Lisboa Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 encerrou com ganho de 5,37 pontos, ou 0,05%, em 11.542,42 pontos. Na semana, o PSI acumulou queda de 0,10%. Destaque para as altas da Energias de Portugal (0,3%), Portugal Telecom (0,2%) e Banco BPI (1%), dando prosseguimento aos ganhos no final da sessão de ontem. Sonaecom avançou 0,9% em recuperação técnica das perdas de ontem. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.