Bônus da Argentina sobem e risco cai notícia de morte de Kirchner

Em consequência da alta dos preços dos papéis, o prêmio de risco da Argentina estreitou-se para 529 pontos

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

27 de outubro de 2010 | 11h57

Os títulos da dívida da Argentina subiram após a notícia da morte do ex-presidente Néstor Kirchner. Segundo a ICAP, o Boden 15 era cotado a 94,24 centavos de dólar na compra e a 95 centavos de dólar na venda, de 92,95 centavos de dólar ontem. O Bonden 12 operou a 23,30 centavos de dólar, de 23,20/23,25 ontem. O Arg Par foi negociado a 44,34 centavos de dólar, de 43,60/44,30 centavos de dólar ontem.

Em consequência da alta dos preços dos papéis, o prêmio de risco da Argentina, medida pelo índice Embig do JPMorgan, estreitou-se há pouco 53 pontos-base, para 529 pontos, de acordo com a ICAP. 

Tudo o que sabemos sobre:
bônusArgentinaKirchner

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.