Bônus da Grécia sofrem mais pressão após alertas sobre rating

Spread dos bônus gregos de 10 anos sobre os bunds alemães subiu para 360 pontos-base hoje

Danielle Chaves, da Agência Estado,

25 de fevereiro de 2010 | 08h42

Os bônus do governo grego registram queda, depois do alerta sobre um possível rebaixamento pelas agências de classificação de risco Standard & Poor's e Moody's e dos protestos da população contra as reformas no país. Os eventos dificultam a perspectiva de uma emissão de bônus de 10 anos pelo governo grego.

 

O spread (prêmio) dos bônus gregos de 10 anos sobre os bunds alemães subiu para 360 pontos-base no início das negociações de hoje na Europa, em comparação com o fechamento em cerca de 339 pontos-base ontem. Enquanto isso, o spread nos contratos de cinco anos dos swaps de default de crédito (CDS, na sigla em inglês) da Grécia subiu para 393 pontos-base, de acordo com a CMA DataVision, de cerca de 385 pontos-base no fechamento de ontem.

 

A S&P alertou ontem que pode rebaixar a Grécia em uma ou duas notas no próximo mês, o que colocaria os ratings de longo prazo do país perto do território junk. "O comunicado da S&P torna mais difícil e caro para a Grécia recorrer ao mercado de bônus", afirmou Gary Jenkins, da Evolution Securities, em Londres.

 

Outra agência de classificação de risco, a Moody's, fez um alerta similar, de que pode rebaixar a Grécia em algumas notas "se em poucos meses parecer que houve desvios significativos no plano (de austeridade)", segundo David Schnautz, estrategista do Commerzbank, em Frankfurt. Mais uma razão para pressão sobre a Grécia foram as manifestações realizadas ontem por milhares de pessoas contras as medidas de austeridade do governo.

 

O risco de novos rebaixamentos da Grécia pressionou o euro, que chegou a atingir seu nível mínimo em um ano diante do iene durante o pregão asiático, a 120,44 ienes. Outras moedas vistas como de maior risco também foram prejudicadas, como o dólar australiano, enquanto aquelas consideradas mais seguras foram beneficiadas, como o dólar e o iene. Às 7h55 (de Brasília), o euro caía para US$ 1,3498, de US$ 1,3525 no fechamento de ontem, e o dólar recuava para 89,30 ienes, de 90,17 ienes ontem.

 

Participantes do mercado estão mantendo a atenção na Grécia porque fontes têm afirmado que o país se prepara para emitir entre 3 bilhões de euros e 5 bilhões de euros em bônus de 10 anos ainda nesta semana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Bônus, Grécia, S&P, Moody's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.