Bônus emergentes têm alta

Os preços dos títulos da dívida dos países emergentes subiram, ontem, com a melhora do

Renato Martins, da Agência Estado,

27 de maio de 2010 | 08h37

sentimento dos investidores e devido à "caça às pechinchas", depois das quedas de terça-feira. O prêmio de risco do índice Embi Global, do JPMorgan Chase, encolheu 17 pontos-base, para 353 pontos-base acima dos títulos equivalentes do Tesouro dos EUA; o índice subiu 0,43% nesta quarta-feira. Segundo a Reuter, o preço do bônus brasileiro Global 40 subiu 0,1875, para 132,5625 cents por dólar.

 

Os bônus emergentes com maior volatilidade no dia foram os da Argentina e os da Ucrânia. O risco Argentina, medido pelo Embi Global, encolheu 45 pontos-base, para 833 pontos-base (+1,54% no índice), enquanto o risco Ucrânia reduziu-se em 52 pontos-base, para 645 pontos-base (+1,45% no índice). O vice-primeiro-ministro ucraniano disse nesta quarta-feira que seu país não pretende reduzir a cooperação com a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte, aliança militar liderada pelos EUA).

 

Já os bônus da dívida do Casaquistão foram os que tiveram o melhor desempenho no dia, com o prêmio de risco medido pelo Embi Global reduzindo-se em 63 pontos-base, para 511 pontos-base e ganho de 2,29% no índice, depois de o Banco Mundial anunciar um crédito de US$ 1 bilhão para o financiamento de reformas econômicas no país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bônusemergentesembig

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.