Bovespa abre em alta, embalada por ganhos no exterior

Em meio à lateralidade adotada pelos mercados internacionais desde o fim da semana passada, esta terça-feira na BM&FBovespa deve ser de alta, uma vez que o fechamento das duas últimas sessões alternaram os sinais positivo e negativo. A safra doméstica de balanços, contudo, pode agitar os negócios locais, principalmente o setor financeiro, após o Itaú Unibanco anunciar um lucro líquido recorrente em linha com o esperado no trimestre passado. Às 10h05, o Índice Bovespa (Ibovespa) subia 0,62%, aos 49.517,63 pontos, na pontuação máxima do dia.

OLÍVIA BULLA, Agencia Estado

30 de julho de 2013 | 10h40

"Hoje é o dia da alta", resume um operador da mesa de renda variável de uma corretora de São Paulo, lembrando que, desde que a cautela passou a prevalecer nos negócios com risco na expectativa pelos eventos e indicadores econômicos previstos nos Estados Unidos a partir desta quarta-feira, 31, a Bolsa encerrou a sexta-feira, 26, em alta e nesta segunda-feira, 29, em queda. Esse movimento, de acordo com o operador de mesa de renda variável de uma corretora de São Paulo, ilustra o recente "vaivém" entre os mercados, que continuam à deriva nesta terça-feira.

Às 10h05, em Wall Street, o futuro do S&P 500 tinha alta de 0,24%, com os investidores monitorando o primeiro dia da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), cuja anúncio da decisão será feito apenas nesta quarta-feira. Entre os indicadores do dia, saem na manhã desta terça os índices de preços de moradias em cidades dos Estados Unidos em maio e o índice de confiança do consumidor em julho, medido pelo Conference Board.

Na Europa, também prevalece o sinal positivo, com os ganhos embalados pelos noticiários corporativos de algumas empresas. A melhora do sentimento econômico na zona do euro como um todo, atingindo o nível mais alto desde abril de 2012, e o salto do indicador de confiança da Alemanha, para o maior patamar em seis anos, também sustentam as ações. Já no Brasil, a terça começou com a divulgação dos balanços referentes ao segundo trimestre do Itaú Unibanco e Santander. A Tim também divulga os números hoje, após o fechamento do mercado. Haverá ainda os resultados da SulAmérica, Odontoprev, Tecnisa e Tractebel.

Tudo o que sabemos sobre:
BM&FBovespaÍndice Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.