Bovespa abre em alta, mas ações estão ficando "caras"

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu o pregão de hoje com o índice Bovespa em alta. Às 11h02, o Ibovespa avançava 0,09%, a 45.325 pontos. O cenário interno é de "céu de brigadeiro", como definiu um operador do mercado de ações. Elevação de perspectiva por parte da agência de classificação de risco Fitch (ontem ao final da tarde), risco em queda, juros e dólar recuando, inflação abaixo do piso das estimativas pelo IGP-DI. Mas os analistas apontam o fato de a Bolsa brasileira estar ficando "cara", com o Ibovespa à vista próximo da máxima recorde de pontos (45.382 pontos, em 2 de janeiro deste ano) e o dólar em queda - o que encarece os ativos ao bolso estrangeiro. É preciso fluxo para vôo firme no ambiente favorável. Se a Bolsa continua tendo argumentos de alta, essas são algumas ponderações que podem levar à realização de lucros, mais cedo ou mais tarde, além do fato de o calendário aproximar os vencimentos de opções (dia 12) e de opções sobre Ibovespa e contratos de índice futuro (14). O seminário da Fitch em Nova York sobre países emergentes, a partir do meio-dia, é um evento que deverá ser acompanhado com atenção hoje pelo mercado brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.