Bovespa abre em alta, mas dia deve ser de volatilidade

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta, com o Ibovespa à vista subindo 0,06%, para logo em seguida passar a cair. Porém, às 10h12, o principal índice da Bovespa avançava 0,04%, aos 33.910 pontos. Segundo operadores, a terça-feira deve ser mais um dia de volatilidade acompanhando passo a passo o desempenho do mercado norte-americano. Os índices futuros de Nova York reagem em alta ao crescimento muito acima do esperado das obras de imóveis residenciais iniciada em maio. O número de construções aumentou 5% ante expectativa de 1,7%, sinalizando aquecimento do setor imobiliário norte-americano. Até o final da semana que vem, quando ocorre a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Fed (o banco central dos Estados Unidos), dificilmente os investidores vão abandonar a cautela. A Bolsa deve continuar volátil, intercalando um dia de alta e outro de queda, ao sabor dos dados e do noticiário internacional. Uma notícia que pode ter desdobramentos para a Vale do Rio Doce é o anúncio de que a Shangai Baosteel Group, maior siderúrgica da China e sexta maior do mundo, concordou com o aumento de 19% no preço do minério de ferro nos contratos com a mineradora australiana BHP. A expectativa é de que ajustes semelhantes sejam anunciados em acordos com a Rio Tinto e a Vale amanhã e quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.