Bovespa abre em alta, puxada por socorro à Grécia

Ibovespa avançava 0,33%, para 68.668 pontos

Sueli Campo, da, Agência Estado

26 de março de 2010 | 10h16

Mais uma vez, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acompanha o mercado internacional, que segue sendo pautado pela Grécia, e abre o dia em alta. A decisão dos líderes europeus em socorrer o país, junto com o Fundo Monetário Internacional (FMI), elimina o risco de default (calote) no curto prazo, mas não afasta o medo de espalhamento da crise fiscal a outros países da região.

Isso explica o comportamento cauteloso das Bolsas europeias, com os investidores em busca de maiores detalhes sobre o plano de resgate. No Brasil, às 10h11 (de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) avançava 0,33%, para 68.668 pontos.

A Bovespa, que ontem caiu 0,68%, mostra reação positiva em decorrência do pacote para a Grécia e do avanço das commodities (matérias-primas) no exterior. O Produto Interno Bruto (PIB) final do quarto trimestre, divulgado hoje nos Estados Unidos, veio praticamente em linha com o esperado e não chegou a alterar o ânimo dos investidores. A economia norte-americana cresceu a uma taxa anualizada de 5,6% no quarto trimestre, ante estimativa de expansão de 5,8% da economia.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.