Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Bovespa abre em baixa após pesquisa Ibope

Mercado acionário passa por uma realização de lucros hoje, após acumular ganhos de 4,22% nas três sessões anteriores

Silvana Rocha, Agência Estado

23 de julho de 2014 | 11h13

A Bovespa abriu em queda nesta quarta-feira, 23,, na contramão das altas das bolsas internacionais, pressionada pelas ações de empresas estatais e ligadas ao governo. O mercado acionário passa por uma realização de lucros hoje, após acumular ganhos de 4,22% nas três sessões anteriores. As vendas estão ancoradas na pesquisa Ibope, que apresentou um cenário favorável para a presidente Dilma Rousseff na corrida presidencial.

Nas sessões anteriores, os ganhos da Bolsa foram puxados pelas sondagens do Datafolha e Sensus, que projetaram um empate técnico entre a presidente Dilma Rousseff e o seu principal adversário, o senador Aécio Neves (PSDB), em um eventual segundo turno das eleições presidenciais.

Às 10h48, o Ibovespa caía 0,75%, aos 57.547,80 pontos, após tocar na mínima, aos 57.336,21 pontos (-1,09%). Petrobras PN perdia 2,00% e a ON, -1,90%; Eletrobras PNB recuava 1,94%; e Banco do Brasil ON caía 1,62%.

No exterior, as bolsas europeias e os índices acionários em Nova York estão em alta. Nos Estados Unidos, com a agenda diária de indicadores quase vazia, as atenções dos investidores estão voltadas para a safra de balanços, entre eles Boeing, Delta Air Lines, Dow, Pepsico e Glaxo. Após o fechamento, tem AT&T e Facebook.

Entre as que já divulgaram resultados na manhã desta quarta-feira, 23, a Boeing apresentou alta de 52% no lucro, para US$ 1,65 bilhão no segundo trimestre, batendo as projeções dos analistas. Além disso, elevou suas projeções de ganhos para 2014, mas a ação perdia 0,96% no pré-mercado, depois de subir quase 2%. A PepsiCo subia 1,94% após mostrar números acima do previsto e a companhia aérea Delta ganhava 0,40% com lucro subindo 17% no segundo trimestre.

Na terça-feira, 22, a Apple anunciou lucro líquido de US$ 7,75 bilhões em seu terceiro trimestre fiscal, batendo as expectativas dos analistas de tecnologia. Além disso, as vendas de iPhones cresceram 12,7% no período. Já a Microsoft anunciou lucro abaixo do previsto, com resultado de US$ 4,61 bilhões em seu quarto trimestre fiscal. O resultado teve queda de 7,1% na comparação anual, influenciado pela integração das operações da Nokia. As receitas subiram 18% e ficaram acima do esperado.

Na Europa, as principais praças acionárias avançam nesta manhã, dando continuidade aos ganhos da véspera, em meio à persistente trégua na tensão com a crise na Ucrânia. Já o conflito na Faixa de Gaza segue no radar, mas não impede novos ganhos dos índices de ações europeus.

O destaque na zona do euro é a forte alta nas ações do Banco Espírito Santo (BES), que conduzia o ganho de mais de 1% na Bolsa de Lisboa há pouco. Os papéis do BES são impulsionados com a compra de uma posição qualificada pelo Goldman Sachs e a contratação do Deutsche Bank para conselheiro do banco. Por outro lado, a Portugal Telecom recua depois de a Rioforte, devedora de quase 900 milhões de euros em nota promissória, pedir proteção contra credores em Luxemburgo. Por volta das 10h25 (de Brasília), Lisboa ganhava 1,55%, com alta de 13,64% nas ações do BES e perda de 1,88% nos papéis da PT.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaIbope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.