Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bovespa abre em baixa com ajustes após feriado e Ibope

A Bovespa abriu a sessão desta sexta-feira, 20, fazendo ajustes após o feriado de quinta-feira, 11, no Brasil. A primeira pesquisa eleitoral feita após o início da Copa do Mundo movimenta as ações de empresas estatais e elétricas, porém o sinal positivo observado nos índices futuros das bolsas de Nova York tende a limitar a correção para baixo do mercado acionário brasileiro. A agenda econômica vazia tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos tende a encurtar ainda mais a liquidez baixa já esperada para o dia, com forças para potencializar os movimentos dos investidores. Por volta das 10h10, o Ibovespa caía 0,67%, aos 54.833,36 pontos, na mínima do dia.

OLÍVIA BULLA, Agência Estado

20 de junho de 2014 | 10h25

A pesquisa Ibope divulgada ontem apontou um quadro estável na corrida eleitoral. Alvo de xingamentos no jogo de estreia da Seleção Brasileira, a presidente Dilma Rousseff (PT) oscilou um ponto porcentual para cima em relação ao levantamento anterior e tem 39% das intenções de voto, contra 21% para Aécio Neves (PSDB), que oscilou um ponto porcentual para baixo. Eduardo Campos (PSB), por sua vez, caiu de 13% para 10%.

Esse levantamento agita a performance das ações de empresas estatais e elétricas, que tiveram um rali na última sessão, na quarta-feira, 18, antecipando o resultado da nova pesquisa eleitoral, com a expectativa (não confirmada) de queda do PT nas intenções de voto. Desses papéis, Petrobras e Eletrobrás já têm fortes ajustes a serem feitos, diante da queda de 1,5% e de 2,6%, respectivamente, dos recibos de depósito de ações (ADRs) na sessão de ontem, em Nova York.

Já os ADRs da Vale tiveram uma queda mais contida, de -0,4%. Porém, pode pesar na performance do papel o rebaixamento na recomendação do Itaú BBA para as ações da mineradora, de "outperform" (desempenho acima da média do mercado) para "market perform" (em linha com o mercado). A instituição também cortou o preço-alvo para as ADRs da Vale, de US$ 16,00 para US$ 14,00. Para a corretora, devem faltar gatilhos no curto prazo para o papel devido aos preços mais baixos do que o esperado do minério de ferro.

A depender da pressão vendedora nesses papéis de maior peso, a Bolsa brasileira deve zerar os ganhos acumulados na semana. "A Bolsa larga na abertura fazendo uma correção para baixo com a arbitragem entre os ADRs e as ações domésticas. Depois, vai depender da força dos mercados na matriz", avalia um operador.

Hoje, contudo, o único indicador previsto para o dia é o índice de confiança do consumidor na zona do euro em junho, às 11 horas. No horário acima, em Wall Street, o futuro do S&P 500 subia 0,24% e o futuro do Dow Jones avançava 0,18%. Por lá, a sinalização do Fed de que os juros básicos norte-americanos continuarão baixos após um "tempo considerável" do fim do programa de recompra de bônus é contrabalançada pela movimentação de forças insurgentes no Iraque.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaCorpus ChristiIbope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.