Bovespa abre em baixa com OGX e exterior

Bolsa chegou a perder o nível dos 55 mil pontos após o discurso do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke

Renata Pedini, da Agência Estado,

10 de maio de 2013 | 11h24

A Bovespa abriu em queda nesta sexta-feira, 10, puxada pela desvalorização das ações de OGX em reação a resultado ruim da empresa no primeiro trimestre de 2013, e acelerou o movimento, chegando a perder o nível dos 55 mil pontos. O motivo foi a piora dos mercados acionários internacionais após discurso do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke.

Às 10h55, o Ibovespa caía 0,97%, aos 54.911,42 pontos. Na mínima, foi aos 54.882 pontos (-1,02%). Na máxima, aos 55.446 pontos (estável). No mesmo horário, OGX ON caía 3,03% (quarta posição do ranking de maiores baixas do índice à vista) e as blue chips Vale e Petrobras tinham perdas de entre 0,85% e 1,40%, aproximadamente.

Em Nova York, o índice Dow Jones caía 0,11%, enquanto o S&P 500 tinha leve alta de 0,02%, com fôlego menor após discurso do presidente do Fed em evento em Chicago. Bernanke não citou, no pronunciamento, nem a economia dos Estados Unidos nem o relaxamento monetário adotado no país. Os investidores esperavam sinais sobre a condução da política monetária depois de o presidente do Fed da Filadélfia, Charles Plosser, ter defendido, na quinta-feira, o fim do programa de compra de ativos da autoridade monetária já na próxima reunião banco central dos EUA, em junho.

A OGX reportou prejuízo de R$ 804,587 milhões entre janeiro e março, ante R$ 144,8 milhões em igual período do ano passado, o que corresponde prejuízo 455,6% maior. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), de R$ 73,824 milhões, foi o primeiro resultado positivo na geração de caixa da companhia medida por este indicador.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.